Publicada em 09/11/2017, às 09:30

Zé diz que time levou frustração e indignação ao campo para bater o Santos

Técnico conta que jogadores não esqueceram o empate com o Vitória dentro do Maracanã e jogaram como time grande contra o Peixe dentro da Vila

(Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco)

O Vasco conseguiu nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, uma importante vitória de virada por 2 a 1 sobre o Santos, que mantém a equipe firme na luta por uma vaga na Libertadores do ano que vem. O técnico Zé Ricardo disse que seus jogadores levaram para dentro de campo a frustração do empate com o Vitória no Maracanã, na última rodada, e jogaram como time grande na Vila.

- É uma satisfação grande. Nestes dois dias de preparação tentamos transformar essa frustração e indignação e colocar em campo uma equipe diferente. A única coisa que pedi para eles foi que a gente não sentisse uma nova frustração quando terminasse a partida, independente do resultado. Nossa equipe foi grande, jogamos como uma equipe que pensa grande e que tem que ser assim dentro ou fora de casa.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O Vasco, oitavo colocado do Brasileiro com 48 pontos, enfrenta o São Paulo no domingo, no retorno a São Januário.

Confira a entrevista completa:



Performance e resultado combinados

Todo treinador quando se acaba uma partida tem o resultado ou a performance. No jogo passado não tivemos nem um nem outro. Hoje a gente estava tendo a performance. É o tipo de derrota que poderia vir aqui, mas a gente entendia que tinha que jogar. Se nós deixássemos o Santos jogar, com a quantidade de talento que tem na equipe deles, ia ser muito complicado. O gol deles foi numa jogada de puro talento do Lucas Lima e do Ricardo Oliveira. A gente adotou uma postura mais agressiva porque era essa a nova vontade. As substituições funcionaram. Mudou a planificação nossa, mas no fim a vitória foi merecida, o que dá mais satisfação para a gente.

Entrada de Evander

É um atleta talentosíssimo, participou de todas as categorias de base pela seleção brasileira. Não temos dúvida, se ele não tropeçar nos percalços do futebol, será um grande jogador. Estou com cinco jogadores com idade muito baixa. É uma marca do Vasco, que sempre revelou muitos atletas. Ficamos felizes por ele ter entrado bem e ter feito o gol.

Opção por Gabriel Félix no gol

A gente teve que tomar uma decisão de colocar o Gabriel, que vem treinando muito bem. O que ele rendeu nas categorias de base, cumpriu todas as etapas no treinamento, que é o que dá a medida para a gente. Em clube grande não temos de escolher a hora. Achei que era o momento de ele estrear no profissional contra o vice-líder do campeonato e ele, com muita personalidade, aceitou e vinha fazendo uma grande partida até o momento que ele saiu.

Conversei com o doutor rapidamente. O Gabriel sentiu uma cãibra na perna direita muito forte e não conseguiu voltar. Não sei o que aconteceu. Enquanto ele esteve em campo, ajudou. O importante é que a equipe está preparada. O Jordi também está preparado.

Premonição no gol de Nenê

Engraçado, eu falei para o banco (quando o Nenê pegou a bola para bater a falta): ´Pode invadir que vai ser o gol da vitória'. Ele treina muito, a qualidade dele é indiscutível. Ele tem brilho próprio. Desde que eu cheguei eu pedi para ele fazer com que os outros brilhem também. Nos deu a vitória e de forma muito legal fechou o resultado da partida.

Série invicta

Quando a gente chegou, muita gente falava de rebaixamento. Passávamos por muitos problemas e a gente entendia. Evitamos falar isso. Chegando cinco jogos para o fim do campeonato, estamos totalmente livres dessa possibilidade (rebaixamento), pensando jogo a jogo. A gente sempre acreditou nisso. Sabemos que podemos fazer mais. Cada jogo é uma dificuldade muito grande. Temos cinco jogos e vamos brigar pau a pau. Vamos para casa com o sentimento de dever cumprido, mas já nos preparando para o jogo contra o São Paulo com casa.

Eleição presidencial

Isso não é um papel meu (falar de eleições). É um papel do Anderson Barros, do Antônio (supervisor).... A presidência foi muito clara em relação a isso. Tentaram não nos envolver em nenhum momento. Combinamos que não íamos tocar no assunto. Deixo isso para as pessoas que sejam responsáveis. Mesmo ontem no dia das eleições treinamos em um campo anexo em São Januário, viemos para cá e conseguimos uma vitória muito importante, mostrando que não afetou a gente em nada.

Confronto direto com o São Paulo na próxima rodada

Não tinha dúvida que o São Paulo ia crescer. O elenco deles tem muita qualidade, apesar de uma demora para encontrar o time ideal. Dorival, agora, parece que encontrou. Para uma equipe grande viver uma fase ruim é muito complicado. São Paulo cresceu, vai ser um jogo de duas equipes para frente. Vamos analisar o resultado deles amanhã, para traçarmos a melhor estratégia.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte