Publicada em 09/11/2017, às 10:16

Procura-se um 9: Cruzeiro perde no Rio e expõe a necessidade de um homem-gol

Desde que perdeu Sassá e Raniel, equipe de Mano Menezesnão conseguiu manter virulência ofensiva; Rafael Marques foi apático, Sobis não conseguiu se efetivo e Jonata não teve tempo

Cruzeiro não consegue criar na Ilha do Urubu e é presa fácil para o Flamengo (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)

O resultado na Ilha do Urubu, nesta quarta-feira, foi reflexo do que vem sendo o Cruzeiro desde setembro (quando perdeu Sassá e Raniel, ambos machucados): uma equipe orfã de um camisa 9. A derrota por 2 a 0, gols de Éverton e Vinícius Junior, só reforçou mais ainda a necessidade de ir em busca de um goleador para a próxima temporada, quando o Cruzeiro irá disputar a Libertadores. Rafael Marques, escolhido como titular, e Rafael Sobis, que entrou no segundo tempo, não deram conta de exercer esta função mais uma vez.

Mesmo com jogadores de características ofensivas, como Robinho, Alisson, Thiago Neves e Rafael Marques (substituído por Rafael Sobis no segundo tempo), o Cruzeiro pouco atacou o Flamengo no Rio e se concentrou boa parte da partida em se defender da equipe carioca, só passando a sair mais após levar o gol no primeiro tempo, mas ainda assim de forma tímida em comparação a como é o volume de jogo da equipe.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Na primeira etapa, com Rafael Marques em campo, Mano Menezes colocou as peças do setor ofensivo para trocar bastante de posição, ora com Alisson, ora com Rafael Marques caindo pela esquerda. Thiago Neves atuando centralizado , e Robinho na direita. Entretanto, a bola não conseguia ficar no ataque cruzeirense.

O Flamengo se aproveitava e mantinha soberania na posse de bola (Cruzeiro chegou a ter só 29% da posse de bola em um momento da primeira etapa). A defesa cruzeirense conseguia se portar bem, mas não conseguiu impedir o gol de Everton aos 36 minutos. No primeiro tempo, somente duas finalizações: uma com o zagueiro Murilo, após cruzamento, e com Alisson em um chute fraco.

No segundo tempo, com a pouca produção no primeiro tempo, Mano Menezes colocou Rafael Sobis no lugar de Rafael Marques. Com a entrada do atacante, o time até melhorou e mais do que dobrou o número de finalizações, mas nenhuma com grande perigo. Sobis deu um chute a gol na segunda etapa, mas conseguiu organizar mais o jogo, contando também com o recuo do Flamengo. Elber e Jonata ainda entrararam, mas não conseguiram ajudar o time. No último minuto, com muita velocidade, Vinícius Júnior ainda sacramentou a vitória com o segundo gol.

E como ficou?

Com a derrota, o Cruzeiro se manteve com 51 pontos e caiu para a sexta colocação. Entretanto, nas últimas cinco partidas, a equipe só venceu o Atlético-PR. Perdeu para Coritiba, Atlético-MG e agora para o Flamengo, além de ter empatado com o Palmeiras. Na próxima rodada, no domingo, a equipe de Mano Menezes recebe o Fluminense, às 19h (de Brasília), no Mineirão.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Com contrato próximo do fim, Rafinha é disputado por quatro gigantes brasileiros
- Cruzeiro mostra interesse de renovar contrato com volante Hudson
- "Satisfeitíssimo", Mano acha que bola de Henrique entrou, mas não condena juiz
- Henrique lamenta resultado, mas elogia atuação: "Equipe jogou bem"
- Leia mais notícias sobre Cruzeiro em www.futnet.com.br/cruzeiro

Mais sobre - Cruzeiro