Publicada em 09/11/2017, às 14:50

Organizada do Verdão ataca diretoria e elenco: 'Não aguenta pressão, fora'

Em nota no Facebook, Mancha Alviverde fez um longo protesto, pontuando os fracassos de 2017, o que considera 'incoerências' do ano e faz até pedido de lista de dispensas

Parede do Allianz Parque foi pichada. Mais tarde, foi a vez de a Mancha soltar nota (Foto: Fellipe Lucena)

A Mancha Alviverde, principal torcida organizada do Palmeiras, divulgou nesta quinta-feira uma longa nota em sua página no Facebook, fazendo críticas que recaem na diretoria e elenco. Com o título "não aguenta a pressão, fora do Verdão", a uniformizada chegou a sugerir uma lista de dispensa, incluindo o atual técnico Alberto Valentim.

O texto cita os fracassos do time no Paulista, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileiro, o mais recente a derrota no Dérbi de domingo. Para a torcida, os resultados mostram que os jogadores "não aguentam a pressão" e quem é assim "não deve jogar na S. E. Palmeiras".

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



A "lista de dispensa" tem os nomes de Egídio (com contrato até dezembro), Róger Guedes, Tchê Tchê (segundo eles a 'versão 2017'), Bruno Henrique, Fabiano, Antônio Carlos (com contrato até dezembro), Juninho, Luan, Zé Roberto (com contrato até dezembro), Jean, Arouca, Michel Bastos, Fernando Prass (com contrato até dezembro), Deyverson e Erik.

Até Dudu e Borja foram citados pela Mancha como jogadores que podem ser negociados caso venham boas propostas. O único poupado foi Felipe Melo, considerado alguém que pode mexer com o "brio" do time.

"O Melo não leva desaforo para casa, podemos até perder, mas em pé e lutando. Como é a cara da nossa torcida. O capitão de um time grande não pode ser um chorão...", escreve o texto, fazendo alusão ao atual detentor da faixa, Dudu.

Na diretoria, Alexandre Mattos, homem forte o futebol, foi atacado por gastar muito em reforços, enquanto o presidente Maurício Galiotte foi tratado como "decepção", "sem pulso".

Não é o primeiro protesto de palmeirenses após a derrota para o Vitória, na quarta-feira. A parede de uma das bilheterias do Allianz Parque acabou pichada, com: "Vergonha", "Jogadores medíocres" e "Felipe Melo + 10".

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte