Publicada em 09/11/2017, às 15:51

Cruzeiro vê dificuldade em negócio por Hudson, mas crê na permanência de Diogo Barbosa

Portal garante que a nova diretoria já trabalha para contar com os dois jogadores nas próximas temporadas

(Foto: Washington Alves / Light Press)

Já definida, a nova diretoria do Cruzeiro, que assumirá a frente do clube no próximo ano, dá os primeiros passos para manter os jogadores que garantiram o penta da Copa do Brasil à Raposa. As bolas da vez são o lateral-esquerdo Diogo Barbosa e o volante Hudson. De acordo com o Superesportes, a permanência do defensor é quase certa, mas, para continuar contando com Hudson, o clube precisará tirar uma boa verba de seus cofres.

Caso queira comprar mais 25% dos direitos de Diogo Barbosa, o Cruzeiro terá que pagar 1 milhão de euros, cerca de R$ 3,5 milhões, para o banco BMG. O acordo entre os envolvidos determina que a compra pode ser feita a qualquer momento durante o vínculo do jogador com a Raposa, que termina em dezembro de 2018. Entretanto, o Banco já informou ao clube que venderá o lateral se receber uma proposta de 7 milhões de euros.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Ainda de acordo com o veículo, Palmeiras e Flamengo têm interesse na contratação do lateral, entretanto, o Cruzeiro crê que o bom relacionamento com o BMG pode facilitar a permanência de Diogo Barbosa. A princípio, o plano na nova gestão é comprar os 25% dos direitos do atleta e dividir o valor em dez parcelas mensais. Nesta temporada, o defensor entrou em campo 58 vezes pelo time celeste e marcou um gol.

A situação do volante Hudson é mais complexa. Segundo a apuração, a Raposa terá que pagar 1,5 milhão de euros, aproximadamente R$ 5,7 milhões, por 50% dos direitos econômicos do jogador. Por conta do alto valor e pela quantidade de jogadores da posição que estão disponíveis no time, a diretoria ainda analisa a compra, pondo em pauta também o salário do jogador, que supera R$ 200 mil, e o fato de que Hudson está prestes a completar 30 anos, o que dificultaria sua venda para o exterior.

O volante teve papel essencial na conquista do título da Copa do Brasil, marcando gols importantes na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, pelo jogo de ida da quarta fase, e no triunfo por 1 a 0 sobre o Grêmio, na volta das semifinais. Na decisão contra o Flamengo, Hudson ainda marcou um dos pênaltis que foram convertidos no penta da Raposa. Se renovar com o Cruzeiro, o jogador deve estender seu vínculo até 2020.





Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Cruzeiro