Publicada em 09/11/2017, às 10:23

Corinthians admite a possibilidade de vender Guilherme Arana para o Sevilla

Clube espanhol negocia a contratação do lateral de 20 anos para 2018

Guilherme Arana, lateral do Corinthians, comemorando vitória sobre o Atlético-PR (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)

O Sevilla, da Espanha, voltou à carga pelo lateral-esquerdo Guilherme Arana, do Corinthians. O clube europeu mantém conversas com a diretoria do Timão, como já havia acontecido no meio do ano, mas desta vez acredita ter mais chances de efetivar a contratação.

Dirigentes do Corinthians admitem que agora a transferência é mais provável. O clube precisa fazer caixa e sabe que o jogador é muito cobiçado no exterior. Os empresários de Arana também desejam efetivar a negociação e dão as tratativas com o Sevilla como avançadas.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O lateral e sua família, por sua vez, veem com bons olhos a possibilidade de viver na Espanha, mas preferem esperar o término do Campeonato Brasileiro para definir o futuro.

– Não (formalizaram proposta). Vieram, disseram que queriam, nós avisamos quanto o Corinthians queria pelos 40% dos direitos que temos do atleta independentemente do valor total do passe (sic). Se eles vierem com uma proposta legal (estamos dispostos a vender), se não vierem, não vamos fazer – disse o diretor de futebol Flávio Adauto.

Os outros 60% dos direitos de Arana estão divididos entre os agentes Fernando Garcia, Guilherme Miranda e Nilson Moura. Da parte do Corinthians, a negociação é conduzida diretamente pelo presidente do clube, Roberto de Andrade.



Nesta semana, o jornal espanhol "Sport" publicou que o Barcelona tem interesse em Arana e comparou o lateral a Marcelo, do Real Madrid. Na última janela de transferências, o também espanhol Atlético de Madrid e o Bordeaux, da França, sondaram o camisa 13 do Timão.

Guilherme Arana tem contrato com o Corinthians até o fim de 2019. A multa rescisória dele, segundo seus agentes, é de 50 milhões de euros (R$ 188 milhões).

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte