Publicada em 07/11/2017, às 14:45

Torcida Organizada do Internacional é suspensa por três meses

Punição sugerida inicialmente pelo Ministério Público é preventiva e está relacionada a problema envolvendo a Nação Independente

(Foto: Reprodução/Site Oficial Internacional)

Uma das torcidas organizadas mais presentes e numerosas em partidas do Internacional, a Nação Independente teve na tarde de ontem (6) uma suspensão com 90 dias de duração decretada pelo juiz Marco Aurélio Martins Xavier.

O magistrado integra o chamado Juizado de Torcedores e Grandes Eventos (JTGE), responsável por avaliar e julgar casos referentes a situações desse calibre no Rio Grande do Sul. Com isso, fica proibida a identificação e acesso ao Beira-Rio de todo e qualquer integrante da organizada punida.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Para otimizar esse controle de acesso, a identificação biométrica dessas pessoas, elemento necessário para a entrada no estádio do Colorado, será devidamente bloqueada.

A punição, definida até o momento como de caráter preventivo, tem como base imagens apresentadas pelo Ministério Público que mostram pessoas pertencentes a Nação Independente agredindo outros torcedores do Inter na última sexta-feira durante o empate em 0 a 0 contra o CRB.



Além da suspensão em caráter generalizado, duas penas individuais (todas sem as identidades reveladas publicamente) foram emitidas.

A primeira foi para uma mulher envolvida de maneira primordial na briga, tendo que se apresentar a delegacia nos próximos oito jogos do Colorado, a segunda a um homem que portava entorpecentes e terá de comparecer a no mínimo oito reuniões de recuperação além de ir a um jogo do Internacional a delegacia.

Haveria também uma terceira pena com a alegação de agressão, mas a vítima acabou retirando sua queixa e o caso foi arquivado.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte