Publicada em 07/11/2017, às 16:18

São Paulo terá mudança no time titular para 'decisão' e Dorival tem dois favoritos

Tricolor enfrenta a Chapecoense nesta quinta-feira, no Pacaembu, e pode ficar ainda mais perto da meta de chegar aos 47 pontos para se livrar do risco de rebaixamento no Brasileirão

(Foto: Maurício Rummens/Foto Arena)

Com o meia Christian Cueva a serviço da seleção peruana, o técnico do São Paulo, Dorival Júnior, terá de recorrer ao banco de reservas para o duelo com a Chapecoense, nesta quinta-feira, às 20 horas (de Brasília), no Pacaembu. Dentro do elenco atual, o treinador tem cinco opções para a vaga do camisa 10, sendo que duas delas entram como favoritas na disputa.

No momento, Lucas Fernandes e Shaylon – ambos com 20 anos – têm mais prestígio com a comissão técnica em relação a seus concorrentes. Teoricamente, o primeiro larga um pouco na frente por ter mais rodagem, fazendo parte do elenco profissional desde o ano passado, enquanto o segundo foi promovido ao time principal por Rogério Ceni no começo de 2017.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Recentemente, Lucas teve uma sequência de sete partidas seguidas como titular na linha ofensiva de quatro armadores do time. O garoto, no entanto, não rendeu o que era esperado e acabou sendo barrado para a entrada do volante Jucilei, que deu mais segurança à defesa tricolor nos últimos três jogos.

A situação atual, contudo, é diferente. Sem Cueva na equipe, Lucas Fernandes seria o grande responsável pela criação de jogadas e exerceria de fato a sua função, mais centralizado, não como um ponta. Em 19 jogos no ano, ele tem um gol marcado e nenhuma assistência.



Se Dorival quiser apostar na velocidade, Shaylon seria a opção mais viável. Foi ele, inclusive, quem substituiu Cueva no segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-GO, no último sábado. Mais acostumado às beiradas do campo, o jogador soma dois gols em 13 partidas na temporada e também não contribuiu com passes certeiros.

Outros três atletas correm por fora na disputa: Jonatan Gomez, Thomaz e Maicosuel. O primeiro tem um perfil mais defensivo, enquanto o segundo cadencia mais o jogo. Ambos, no entanto, não foram bem quando testados. Já o terceiro não tem condições físicas de suportar uma partida inteira e certamente Dorival “queimaria” uma de suas três substituições na partida.

“A expectativa é boa. Independentemente de quem o Dorival colocar, todos estão preparados. Vou fazer o meu melhor até quinta-feira. Seria muito legal reencontrar a Chapecoense, o clube onde comecei. É a primeira vez que tenho oportunidade de jogar contra eles, então seria bem interessante”, disse Shaylon, em entrevista à Spfc TV.

O escolhido, entretanto, será conhecido apenas momentos antes do embate com a Chapecoense, já que os treinos de terça e quarta-feira serão fechados à imprensa. O certo é que, se agradar, ele poderá jogar também contra Vasco, dia 12, no Rio de Janeiro, e Grêmio, dia 15, em Porto Alegre. Nesse período, Cueva ainda estará indisponível em função dos duelos do Peru diante da Nova Zelândia, nos dias 11 e 15, pela repescagem da Copa do Mundo de 2018.

Além de Cueva, Éder Militão, com um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda, também está fora do confronto com os catarinenses. O versátil Araruna, que foi titular em Goiânia, tende a seguir improvisado na lateral direita.

Fonte: Fox Sports
Clique para ver a matéria no site fonte