Publicada em 07/11/2017, às 13:42

Atlético-MG aprova novo orçamento com previsão de corte e menor investimento

Alvinegro espera arrecadar R$ 296 milhões, valor abaixo das receitas do clube nos últimos anos

Votação do orçamento foi na sede do Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Flickr do Atlético-MG)

O Conselho do Atlético-MG aprovou na noite desta segunda-feira a previsão de orçamento do clube para 2018. A projeção é de queda na receita. Como consequência, o Galo terá de reduzir custos no futebol. A folha salarial deve ser enxugada e o investimento em contratações será menor.

Pelo relatório enviado aos conselheiros, a expectativa é de arrecadar R$ 296 milhões. Para efeito de comparação, em 2016, ano do último balanço divulgado, o clube registrou uma receita recorde de R$ 316.312.227. A projeção de custos para 2018 é de R$ 294.902.260,00. Com isso, o Atlético-MG espera ter um superávit de R$ 1.477.740,00.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



A televisão continua sendo a principal fonte de renda. Em 2018, os cofres do clube vão receber pelo menos R$ 119.770.000,00 de direitos de transmissão. O Galo espera arrecadar R$ 50 milhões com a venda de direitos econômicos de jogadores. O Diamond Mall vai render ao clube R$ 10.150.000,00. O contrato de arrendamento do shopping garante ao Atlético-MG 15% de todos os alugueis e luvas das lojas e estacionamento.

O clube projeta um incremento de receita por causa do aumento do número de sócios do programa Galo Na Veia (que chegou a 100 mil associados), bilheteria e patrocínio, se comparado com o relatório apresentado no fim de 2016.

Cortes

Com a queda na receita, o Atlético-MG será obrigado a enxugar as despesas. No relatório, fala-se em redução de 20% nos custos sobre salários, imagens, cargos sociais e prestadores de serviço. A previsão de gastos com salários e encargos do futebol profissional é de R$ 98.000.400,00 - a projeção da atual temporada foi R$ 120.300.000,00.

A contratação de jogadores também será afetada. Se nos últimos anos, o Galo ficou marcado por grandes investimentos em reforços, em 2018 a filosofia deve ser diferente. Para o próximo ano, o clube pretende investir R$ 10 milhões em contratações, cinco milhões a menos que o estimado para 2017.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte