Publicada em 06/11/2017, às 19:43

Lei do ex? Gabriel fecha ano invicto contra Palmeiras: 'Melhor escolha da vida'

O volante Gabriel alfinetou o Palmeiras após a vitória no clássico (Foto: GAZETAPRESS)

O volante Gabriel encerrou no último domingo uma série perfeita nos encontros contra o Palmeiras, seu ex-time, vestindo a camisa do Corinthians. Principal personagem de um deles, justamente o primeiro, quando foi expulso injustamente pelo árbitro Thiago Duarte Peixoto, ele celebrou a marca e não poupou elogios ao clube do Parque São Jorge.

“É um sabor de vitória, sabendo que fiz a melhor escolha da minha vida, sensação de reconhecimento. Sempre disse isso, que foi a melhor escolha, porque sou muito feliz no Corinthians. Tenho muito respeito pela camisa do Palmeiras, mas estou muito feliz aqui”, comentou o camisa 5.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Bastante identificado com a torcida do arquirrival corintiano nos dois anos em que defendeu o Palmeiras, Gabriel conseguiu quebrar esse laço com algumas declarações polêmicas sobre a Copa Rio de 1951, um dos títulos mais importantes da história do Palmeiras. Depois, estabelecido como corintiano, viveu o rompimento total no Dérbi do Paulista, com a expulsão injusta.

Curiosamente, no duelo do último domingo, o meio-campista ficou perto de ser expulso por uma falha de comunicação do trio de arbitragem. Enquanto o auxilar Elio Nepomuceno autorizou sua entrada no campo, o árbitro Anderson Daronco disse que não havia dado sinal positivo para isso. Em casos assim, a regra aponta para um punição com cartão amarelo ao jogador. No caso, como já havia sido advertido, ele receberia o vermelho.

Após cerca de quatro minutos, porém, Daronco e Nepomuceno chegaram à conclusão que o desencontro de informações partiu somente do trio de arbitragem, com o juiz deixando o camisa 5 retornar sem punição logo depois. “A gente conversou ali e o bandeira falou que foi só uma falha de comunicação e está tudo resolvido”, avaliou Gabriel, de olho na possibilidade de coroar seu ano com mais um título.

“Abrimos oito do Palmeiras e seis do Santos, faltam seis partidas. Temos três jogos em casa decisivos para talvez, ganhando, não depender mais de ninguém. Cabeça no lugar agora para fazer um grande jogo lá em Curitiba”, concluiu o atleta.

Fonte: Espn
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Zagueiro do Corinthians recebe visita de Jô, e posta foto de joelho operado
- Carille define Cássio como capitão do Corinthians na entrega da taça do BR
- Romero se torna o estrangeiro com mais jogos pelo Timão e fica suspenso
- Corinthians acerta renovação de contrato de Danilo por mais um ano
- Leia mais notícias sobre Corinthians em www.futnet.com.br/corinthians

Mais sobre - Corinthians