Publicada em 06/11/2017, às 13:46

Fábio lamenta e analisa ausência na Seleção: "Nunca houve o mesmo critério"

Após outra boa atuação com a camisa do Cruzeiro e impedir gols do Atlético-PR, goleiro é, novamente, questionado por falta de chance na seleção brasileira

Fábio tem sido um dos destaques do Cruzeiro na temporada (Foto: Agênica I7/Mineirão)

Fábio merece uma chance na Seleção? Talvez toda a torcida cruzeirense e boa parte de quem acompanha o futebol brasileiro tem a mesma resposta: sim! Mas não é esta a opinião que os treinadores da seleção brasileira vêm tendo há seis anos - período em que o goleiro cruzeirense não é chamado.

Em conversa com o GloboEsporte.com, após a vitória cruzeirense no Mineirão, Fábio voltou a falar sobre a falta de oportunidades e até comentou a matéria que a reportagem fez durante a semana, realizando um levantamento de quem foi chamado à Seleção durante o período em que esteve ausente.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



- O que a gente sempre citou foi que nunca houve o mesmo critério (para a convocação de goleiros). E vocês levantaram muito bem os dados, com os goleiros que passaram pela Seleção, e eu, ao longo desses anos, sem ter a possibilidade (de ser convocado). Mas como sempre falo, se precisar de eu participar da Seleção, vai ser uma honra - destacou o goleiro cruzeirense.

Se precisar de participar da Seleção, vai ser uma honra

Fábio, que fez, pelo menos, duas boas defesas contra o Atlético-PR, destacou que nunca fez campanha para estar na Seleção, mas que seu trabalho mostrou que a convocação seria merecida.

- Sempre fiz questão de falar que não sou eu que estou forçando. O reconhecimento é de vocês no dia a dia e ao longo da minha carreira. A matéria (do GloboEsporte.com) foi sensacional. Vocês estão sempre me acompanhando e conhecem, mais que ninguém, a minha história no Cruzeiro.

Opinião de Mano

Assim como na coletiva durante a semana, o técnico Mano Menezes - responsável pela última convocação de Fábio à Seleção, em 2011, para amistosos - evitou opinar sobre a situação. Disse que não seria justo falar se o goleiro cruzeirense merece ou não ser convocado.

- Você tem de perguntar para o Seu Adenor (Tite). Ele que é o técnico da Seleção. Não é justo de minha parte falar. Nunca mais serei um torcedor normal da seleção brasileira. Já fui técnico da Seleção. Uma declaração minha nunca vai ser vista como normal. É de alguém que esteve lá, que também em algumas vezes, ou muitas vezes, não levou o Fábio. Seria um oportunismo de minha parte falar que o Fábio tem de ir para a Seleção.

Mano destacou que é preciso respeitar as decisões de Tite.

- Os critérios são do técnico. Temos que respeitar. Tenho certeza de que quem está lá quer fazer o melhor pelo futebol brasileiro. Às vezes, não é a opinião de todo mundo, mas é da responsabilidade de cada um. Se ele achar que deve levar, vai ser justo também.
Fábio foi titular no Mundial Sub-17 e Sub-20 com a Seleção, mas desde que se tornou profissional passou a ter poucas chances. Já pelo Cruzeiro é o jogador com mais partidas na história do clube com 739 partidas.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Cruzeiro mostra interesse de renovar contrato com volante Hudson
- "Satisfeitíssimo", Mano acha que bola de Henrique entrou, mas não condena juiz
- Henrique lamenta resultado, mas elogia atuação: "Equipe jogou bem"
- Após sair na frente, Vitória cede empate ao Cruzeiro no Barradão
- Leia mais notícias sobre Cruzeiro em www.futnet.com.br/cruzeiro

Mais sobre - Cruzeiro