Publicada em 06/11/2017, às 13:45

Com Jucilei, defesa do São Paulo se encontra e leva apenas um gol em três jogos

Sidão praticamente não teve trabalho na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-GO, em Goiânia

Entrada de Jucilei foi fundamental para o crescimento da defesa do São Paulo (Foto: Rubens Chiri / site oficial do SPFC)

Na parte ofensiva, as coisas vão muito bem para o São Paulo, que tem um dos melhores ataques do Campeonato Brasileiro, com 42 gols marcados. Mas um dos fatores responsáveis pelo crescimento da equipe na competição é a melhora significativa do sistema defensivo que, nas últimas três partidas, foi vazada apenas uma vez (levou um gol do Santos na vitória por 2 a 1). O Tricolor fez 2 a 0 no Flamengo e, no último sábado, marcou 1 a 0 no Atlético-GO.

Muito dessa evolução tem a ver com a entrada de Jucilei, o "cachorro louco" do Morumbi. O apelido foi dado pelos próprios companheiros, mas mostra a importância do camisa 25. Fixado na sua real posição, a de primeiro volante, o meio-campista aumentou e muito a proteção na cabeça da área. A zaga ficou menos exposta e Sidão vem trabalhando menos nas últimas partidas.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Diante do Atlético-GO, a única participação do camisa 12 foi em um arremate do volante Igor aos sete minutos do segundo tempo. No mais, ele se limitou a cobrar tiros de meta. Pode-se dizer que praticamente não sujou o seu uniforme.

Vale ressaltar também que Arboleda e Rodrigo Caio cresceram muito de rendimento. Diante do Dragão, o segundo não perdeu uma bola pelo alto em 90 minutos. O equatoriano faz o simples atrás e já se tornou um dos xodós da torcida. Na lateral esquerda, a entrada de Edimar na vaga de Júnior Tavares também acabou com as lacunas que existiam no setor.



Para que tudo dê certo atrás, é preciso que o combate comece na frente. E isso tem acontecido. Dorival Júnior conseguiu fazer com que até Cueva fizesse desarmes. Pratto, em muitos jogos, dá carrinhos, ajuda na marcação pelas laterais. E Marcos Guilherme, incansável, está sempre cercando ora o lateral-esquerdo ora o lateral-direito.

Muito mais organizado, o São Paulo está cada vez mais longe da zona de rebaixamento e começa, timidamente, a sonhar com uma vaga na Libertadores de 2018. Se a defesa seguir nesse ótimo rendimento, o objetivo ficará mais fácil de ser alcançado.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte