Publicada em 06/11/2017, às 13:33

Colorado, pai de Ceni engrossa torcida no MT e revela sonho de ver filho treinar o Inter

Seu Eurides Ceni recebeu a reportagem do GloboEsporte.com em sua fazenda no MT, para um bate-papo sobre o momento o Inter na Série B e o filho, ídolo e ex-técnico do São Paulo

Eurides Ceni revela sonho de ver Rogério Ceni treinando o Inter (Foto: Eduardo Deconto)

O chaveiro pendurado do lado direito da calça faz reluzir a gravura inconfundível de Rogério Ceni e um emblemático "M1to" no verso. Seu Eurides faz questão de transparecer o orgulho do filho, ídolo eterno do São Paulo, em cada detalhe, por mínimo que seja, como nos quadros pendurados em uma das paredes da área externa da Fazenda Dona Dozolina, em Santa Carmem, no Mato Grosso. Aos 79 anos, o agricultor também deixa nítido o amor por outro clube, o do coração, ao trajar uma camisa vermelha com listras brancas às vésperas de ver o Inter entrar em campo bem perto dali.

A paixão é antiga. Gaúcho de Erechim, Eurides conserva o amor pelo Colorado desde pequeno, com um imaginário povoado por conquistas emblemáticas e presenciadas in loco no Beira-Rio, como o tricampeonato brasileiro invicto, em 1979. A memória afetiva se mantém intacta mesmo com o primeiro rebaixamento da história do clube, no ano passado, e a distância de décadas sem morar no solo natal. Nesta segunda-feira, o torcedor decano depara com a chance de acompanhar o Colorado contra o Luverdense, em Lucas do Rio Verde, pela 34ª rodada da Série B.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



"É muito gratificante para a gente ter oportunidade de ver o time que a gente torce desde garoto, poder assistir a um jogo tão perto" (Eurides Ceni)

A presença na partida, porém, ainda é incerta, apesar do desejo. O fazendeiro aguarda o aval médico, devido a um problema de saúde, para ser "liberado" para assistir ao time do coração nas arquibancadas do Passo das Emas. Mas a proximidade com o Colorado faz brilhar seus olhos, além de alimentar um desejo.

Seu Eurides recebeu a reportagem do GloboEsporte.com em meio à natureza dos mais de 10 mil hectares de terra de sua fazenda, no Norte do Mato Grosso, às margens de uma represa e aos sons do cantar (e do falar) de papagaios. À beira de completar oito décadas de vida, o agricultor fala com empolgação sobre suas raízes, o clube do coração e o filho. Todas paixões que convergem para fazê-lo revelar um sonho: ver Rogério Ceni ser treinador do Inter.

"Seria uma felicidade enorme se isso acontecesse. Não vou dizer que tenho certeza, porque seria pretensão. Espero que ele tenha essa oportunidade. Vai ser uma alegria indescritível" (Eurides Ceni, sobre o filho assumir o Inter).

Ver Rogério Ceni à beira do campo com a camisa (de treinador) do Inter passa longe de ser uma novidade ao agricultor. O Colorado é o clube de infância do ex-goleiro, que vestia o manto do time como um "uniforme" para acompanhar o pai nos jogos no Beira-Rio. A relação, aliás, fez o pai viver um momento de "sofrimento", ao ter que deixar o time do coração de lado para torcer - em vão - pelo filho na final da Libertadores de 2006 e na semi de 2010. O Colorado bateu o São Paulo e foi campeão nas duas ocasiões.

- Eu levei ele, não só ele como todos meus filhos. Levei ele no Beira-Rio com seis anos. Quando era garoto, ele usava a camisa do Inter. Eu botava, ele tinha que usar. Depois, foi para o São Paulo e mudou, né. (Em 2006 e em 2010) Foi sofrido. Embora seja colorado, você nunca fica contra o filho. Nessa hora, fica do lado do filho. Foi doído, mas fazer o quê? Faz parte do futebol - ressalta.

Em pouco mais de uma hora de conversa, seu Eurides deu opiniões fortes, condizentes com a trajetória de muito suor de quem deixou o Norte do Rio Grande do Sul para desbravar primeiro o Paraná e depois o Mato Grosso. O agricultor foi crítico ao comentar os erros da gestão passada, que culminaram com o primeiro rebaixamento da história do clube, em 2016. Mas também foi esperançoso e confiante, ao afirmar que o Colorado já garantiu o acesso há tempos e que precisa conquistar a Série B para reafirmar sua chancela de Campeão de Tudo.

- Acho que foi incompetência da diretoria, que levou o time à Série B, mas isso vai servir de lição para o próximo ano. Eu tenho impressão de que vão se preparar melhor, contratar com mais critério. O Inter vai fazer um belo campeonato no ano que vem. Eu fiquei muito triste com a queda. Não esperava. Nenhum colorado esperava. Claro que fiquei triste. Para mim, o acesso está garantido há uma porção de rodadas. O que espero e tenho certeza é que o Inter vai subir como campeão. Para ser campeão de tudo, que só falta isso - reitera.

Seu Eurides critica diretoria do São Paulo

O tom animado com que seu Eurides discorre sobre sua relação com o Inter dá lugar a uma certa revolta quando o assunto pende para a demissão recente de Rogério Ceni no São Paulo. O pai do M1to faz críticas à diretoria do clube paulista por ter feito um "leilão" do elenco no começo da temporada e por ter alegado não dispor de dinheiro para contratações. Nomes como Hernanes, muito elogiado pelo agricultor, e Arboleda só chegaram após a demissão do técnico.

- Ele tem bastante conhecimento de futebol. Foi capitão há mais de 10 anos. Passou por grandes treinadores, tem conhecimento. Mas quando assumiu o São Paulo, não imaginou que a situação estava bastante crítica. Ele pedia jogadores, mas a diretoria respondia que não tinha como contratar. Teve que contratar jogador meia-boca para completar o elenco, e a diretoria quer resultado. Tenho certeza que por parte da torcida, não seria demitido. Quem tomou essa atitude foi o próprio presidente. O Hernanes foi o cara que virou a história do São Paulo. E quando o Rogério estava lá, não tinha chegado. Chegaram os reforços, ele não teve oportunidade. Se ele tivesse continuado, não vou dizer que estaria melhor, mas não estaria pior - afirma seu Eurides.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Inter faz proposta e se aproxima de acerto com Roger como reforço para 2018
- Sócios do Inter terão acesso gratuito em despedida da Série B no Beira-Rio
- Camilo e Pottker destacam parceria em vitória do Internacional
- Após vitória, nem jogadores do Inter entendem gol anulado: "Apitou e paramos"
- Leia mais notícias sobre Internacional em www.futnet.com.br/internacional

Mais sobre - Internacional