Publicada em 04/11/2017, às 11:37

Médico peruano fala sobre remédios tomados por Guerrero: 'Nenhum problema com dopagem'

Para o responsável pela comissão médica do Peru, problema não foi responsabilidade da seleção. Julio Segura garantiu que os medicamentos não tem nada a ver com o doping

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Após o flagra no exame antidoping de Paolo Guerrero depois do duelo contra a Argentina pelas Eliminatórias, o responsável pelo departamento médico, Julio Segura, da seleção peruana garantiu que os remédios tomados pelo atacante não têm nenhum problema com dopagem. No teste feito, foi encontrada a substância benzoilecgonina, um metabólito da cocaína.

- Paolo esteve com um processo gripal, inclusive terminou com uma traqueíte, mas pudemos recuperá-lo graças ao seu esforço. Recebeu medicamentos e analgésicos. Medicamentos que não têm nenhum problema com dopagem - disse em entrevista à "Rádio Nacional", do Peru.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Ainda sobre o caso do doping do principal jogador da seleção peruana, o médico garantiu que o trabalho de antidoping é feito com rigor e garantiu que o erro nessa história não partiu da comissão médica.

- Na seleção, sabemos o que é controle antidoping. Portanto, não usamos substâncias que produzam doping. É lamentável o que aconteceu com Paolo, mas estou certo de que não houve nenhum problema de nossa parte.

A FIFA já suspendeu Paolo Guerrero provisoriamente por 30 dias e o atacante que voltaria a ser relacionado pelo Flamengo para a partida deste fim de semana contra o Grêmio, mais uma vez vai desfalcar o Rubro-Negro na temporada.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte