Publicada em 04/11/2017, às 21:43

Em primeiro jogo de Elano, Santos vence Galo na Vila e cola no líder

Técnico comanda o Peixe após demissão do ex-treinador Levir Culpi e conquista vitória sobre o Galo por 3 a 1. Comandante deu chances a Arthur Gomes, Caju e Rodrygo

(Foto: Gil Guzzo/Ofotografico)

O Santos venceu o Atlético-MG por 3 a 1 na tarde deste sábado, na Vila Belmiro. Com o resultado, o Peixe alcança 56 pontos, passa o Palmeiras, com 54 pontos, e fica a apenas três do Corinthians, que segue liderando o Campeonato Brasileiro com 59. Os rivais se enfrentam neste domingo, na Arena Corinthians. O Galo permaneceu com 42 pontos.

Diferentemente da partida contra o Atlético-GO, em que os santistas foram à Vila Belmiro para cobrar o time, o clima no Alçapão era de alegria e apoio e também um pouco hostil. Isso porque Robinho reencontrou a equipe que o projetou nacionalmente e foi vaiado e xingado todas as vezes que tocava na bola.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Mas o que trouxe o torcedor ao estádio foi a reestreia de Elano como técnico do Peixe. O ex-meia prometeu resgatar o DNA ofensivo da equipe e trouxe novos rostos entre os titulares: Arthur Gomes e Caju, que corresponderam mesmo ambos jogando pela última vez no dia 1º de julho.

O Alvinegro iniciou propondo jogo e disparou para a área de ataque do rival. As primeiras mudanças notadas logo de cara é um time mais compacto e menos espaçado, o que antes não acontecia com o ex-treinador Levir Culpi. Renato também apareceu mais livre à frente de Alison, com o intuito de dar passes, lançamentos e ajudar Lucas Lima.

O Galo pouco brilhou. Finalizou duas vezes, nenhuma no gol, e sofreu pressão do adversário, até o Rei das Pedaladas provou do próprio veneno e levou uma caneta de Alison.





Prestes a acabar o primeiro tempo, Bruno Henrique cruza na área e encontra Arthur Gomes, que chega com atraso e perde uma chance clara de gol. Mas ele se redime e recebe novamente do atacante, e empurra de cabeça para abrir o placar.

Mas a alegria durou pouco. O juiz Wilton Pereira apita para iniciar a segunda etapa e o Atlético-MG precisou de apenas cinco minutos para empatar, com direito a assistência de Robinho e gol de Fred. O ex-Menino da Vila ainda teve sua chuteira lustrada pelo centroavante.

Com o empate, o time visitante ganhou novo fôlego e foi para cima, buscando o contra-ataque. Pressionou e viu o Peixe se irritar e ganhar cartões amarelos. Elano seguiu na beira do gramado gesticulando, pedindo um time determinado e ofensivo.

Depois de muito pegarem no pé de Lucas Lima, que já aparentava cansaço e perda de ritmo, o meia foi bater mais um escanteio. E ele caprichou e só deu o trabalho para David Braz enfiar de cabeça e virar o jogo.

Desta vez, novo gás para o Alvinegro praiano, que insistia em buscar mais um gol. Vanderlei teve trabalho e viu a bola bater duas vezes na trave, mas também viu o time da Baixada se acalmar, trocar passes e um golaço de Ricardo Oliveira, que ampliou com a ajuda de Bruno Henrique.

O Santos enfrenta o Vasco na quarta-feira, na Vila Belmiro, às 21h45, enquanto o Atlético-MG pega o Atlético-GO, no estádio Independência, às 20h de quinta.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 1 ATLÉTICO-MG
Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data-Hora: 04/11/2017 - 17h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio - GO
Auxiliares: Bruno Raphael Pires - GO e Leone Carvalho Rocha - GO
Público/renda: 11.418/ R$ 337.480,00
Cartões amarelos: Otero, Fábio Santos e Elias (ATL); Daniel Guedes (SAN)
Cartões vermelhos: -
Gols: Arthur Gomes (45'/1ºT) (1-0), Fred (5'/2ºT) (1-1), David Braz (15'/2ºT) (2-1), Ricardo Oliveira (34'/2ºT) (3-1)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Caju; Renato (Yuri, 31'/2ºT), Alison e Lucas Lima; Arthur Gomes (Daniel Guedes, 14'/2ºT), Bruno Henrique e Ricardo Oliveira (Rodrygo aos 45'/2ºT). Técnico: Elano

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Léo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Elias e Otero (Luan, 15'/2ºT); Cazares (Valdivia 16'/2ºT), Robinho e Fred (Rafael Moura, 39'/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte

Últimas