Publicada em 03/11/2017, às 20:28

Está fora! Fifa suspende Guerrero provisoriamente por 30 dias

Exame antidoping do atacante constatou a presença de substância estimulante S6

Guerrero foi suspenso pela Fifa por 30 dias (Foto: Marcelo Cortes/Fotoarena/Lancepress!)

Guerrero está proibido de jogar. A Federação Peruana de Futebol (FPF) publicou um comunicado nesta sexta-feira confirmando que a Comissão Disciplinar da Fifa suspendeu o atacante provisoriamente por 30 dias. A punição foi divulgada porque o camisa 9 do Flamengo fez, supostamente, o uso de uma substância estimulante (S6) na partida entre Peru x Argentina, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O duelo foi realizado no último dia 5 de outubro atacante.

A punição da Fifa é válida para todos os jogos neste período. Portanto, Guerrero não pode atuar pelo Flamengo e pela seleção peruana por um mês. Ele está fora da disputa da repescagem para a Copa do Mundo, contra a Nova Zelândia, e também do Campeonato Brasileiro.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



A Federação Peruana de Futebol disse que acata a decisão da Fifa e que confia no esclarecimento dos fatos. A FPF também deixou uma mensagem de apoio a Guerrero neste momento de investigação.

- Valorizamos sua imensa contribuição para a nossa seleção pelo que a FPF e o Peru inteiros se solidarizam com ele nesses momentos difíceis - diz um trecho do comunicado.

O presidente da Comissão de Controle de Doping da CBF, Fernando Solera, explicou, ao LANCE!, que ainda não é possível afirmar que o peruano foi flagrado no antidoping, pois é preciso checar e fazer o exame da contraprova.



Apesar de já ser de conhecimento geral que a substância trata-se de um estimulante, é impossível saber, por enquanto, o que Guerrero usou para apresentar tal indício no exame. O S6 pode ser encontrado, por exemplo, em medicamentos antigripais.

- O que existe no momento é um resultado analítico adverso (RAA) para uma substância "S6" estimulante, estimulantes que estão na categoria "S6". Pode vir de uma medicação utilizada, e aí não é um resultado positivo - disse Solera ao SporTV.

O Flamengo afirma não ter sido notificado oficialmente, mas o presidente da Comissão de Controle de Doping da CBF, Fernando Solera, disse ter tomado conhecimento do caso pela comissão médica do clube.

- Existe o resultado analítico adverso para S6 Estimulante e o jogador é o Guerrero. No Flamengo, não aconteceu nenhum tipo de contaminação ou administração de medicamento equivocada. Tenho acesso ao prontuário médico do jogador e o Flamengo mostrou que não administrou nenhuma medicação que pudesse metabolizar ou representar o S6 Estimulante - explicou.

Perguntado sobre a possibilidade de o jogador ter usado cocaína e a relação que a substância pode ter com o grupo S6 Estimulante, Solera disse que a hipótese não está descartada, mas não há a confirmação da utilização da droga por parte de Guerrero.

- Cocaína é um dos estimulantes. Ela tem o poder de estimular algo entorno de 20 minutos, depois entra na fase depressora, mas é tida como uma substância estimulante e faz parte do grupo S6. Ainda não posso dizer se é cocaína, porque no resultado veio S6 estimulante e a cocaína faz parte desse grupo, porém não há a possibilidade de ninguém confirmar, neste momento, se a droga foi utilizada - comentou.

MÃE DE GUERRERO CONTOU QUE FILHO ESTEVE GRIPADO

Em entrevista poucos dias após a vitória do Peru sobre a Argentina, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, a mãe do atacante Guerrero, conhecida como Dona Peta, disse que o filho estava gripado.

- Ele estava com gripo, mas ainda assim se apresentou ao Peru - disse a mãe do jogador ao canal La banda del Chino.

Portanto, há, sim a possibilidade de Guerrero ter utilizado um medicamento antigripal que o comprometeu no exame antidoping.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte