Publicada em 02/11/2017, às 18:36

Atlético-MG pretende reduzir gastos com 'pessoal' e encargos sociais

A proposta, que corta R$ 30 milhões dos gastos mencionados, foi enviada pelo presidente Daniel Nepomuceno e será discutida entre os conselheiros do clube na segunda-feira

Galo deve cortar 20% dos gastos de despesas com 'pessoal e encargos sociais' em 2018 (Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)

O Atlético-MG pretende reduzir os gastos em 2018. A expectativa é de que Sergio Sette Câmara, candidato da situação, seja eleito presidente do clube. De acordo com o Superesportes, o próprio Sette, atual vice do Conselho Deliberativo planeja realizar uma temporada com valores menores. O orçamento enviado por Daniel Nepomuceno tem uma estimativa de 20% de corte de custos com "pessoal e encargos sociais".

Na atual temporada, o clube pretende fechar com R$ 147 milhões destinados ao pagamento de salários, imagens, encargos sociais e prestações de serviços. Para a próxima, a intenção é gastar pouco mais de R$ 117 milhões com esses pagamentos. O novo valor destina R$ 94,4 milhões ao futebol profissional, R$ 7,1 milhões, R$ 5,3 milhões para clubes de lazer e R$ 6,88 milhões à administração.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Os gastos direcionados ao futebol profissional neste ano era de aproximadamente R$ 120 milhões. Em 2016, a verba foi ainda maior. De acordo com o balanço financeiro do clube, R$ 124 foram pagos neste setor.

Apesar de o período de contratações estar próximo, o Atlético-MG deve fazer um processo seletivo ainda mais rigoroso para contratar novas peças para o time. O clube pretende gastar cerca de R$ 10 milhões para trazer jogadores em 2018, de acordo com o orçamento apresentado pelo presidente Daniel Nepomuceno. O documento, que contém as assinaturas do mandatário e do diretor de finanças e orçamentos Carlos Fabel, já foi enviado aos conselheiros do Galo, que se reunirão na próxima segunda-feira para tratar do assunto.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte





Mais sobre - Atlético-MG