Publicada em 01/11/2017, às 15:57

Gustavo Blanco e Luan voltam a treinar em dia de mudança no ataque

Oswaldo promoveu a entrada de Cazares na vaga de Valdívia. Liberados pelo DM, Luan e Blanco treinaram com os reservas. Após o treino, o volante falou sobre seu retorno

(Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)

Para enfrentar o Santos, no próximo sábado, o técnico Oswaldo de Oliveira deve promover mais uma mudança no Atlético-MG. No primeiro dia de treino após o empate com o Botafogo, o comandante substituiu Valdívia por Cazares e a alteração foi mantida na atividade desta quarta-feira.

O meia equatoriano atuou pelo lado esquerdo do ataque, tendo ao seu lado Otero, pela direita, e Robinho, atuando mais centralizado. Oswaldo pediu muita atenção dos gringos durante a atividade. Aos volantes, meias e atacantes, o comandante cobrou uma marcação mais forte e velocidade nas saídas de bola.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O time titular do treino foi formado por Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Yago e Elias; Otero, Robinho e Cazares; Fred. Adilson foi poupado do treino em campo, mas trabalhou na academia do clube. Luan e Gustavo Blanco, que foram liberados pelo departamento médico recentemente, treinaram no time reserva durante a primeira etapa do treino.

O volante, que havia sofrido uma tendinite com ruptura parcial do tendão de Aquiles do tornozelo esquerdo, ficou fora de campo por quase três meses. Mas apesar do período parado, ele garante que está fortalecido.

- Foi um baque para mim, pois tinha a oportunidade de jogar a Libertadores pelo Atlético, sonho de qualquer criança jogar uma competição dessa por um time grande, como é o Galo. Mas depois parei para pensar que isso é besteira. Tanta gente doente aí fora, então parei de reclamar da vida e comecei a agradecer, e isso foi importante para mim, pois fiquei com um astral melhor.





Estou com a cabeça muito boa agora - disse Gustavo Blanco durante entrevista coletiva concedida na Cidade do Galo após o treino desta manhã.

Além do trabalho de recuperação que realizou durante o tempo em que não pôde atuar com a camisa alvinegra, Gustavo avalia o apoio da torcida como algo fundamental no processo. Apesar de ter jogado apenas três partidas pelo Galo, ainda sob comando de Rogério Micale, o volante é visto com bons olhos pelos torcedores atleticanos.

- Fico muito feliz e vou dizer que foi muito importante para mim nesse processo em que eu estava parado. Na rua, sempre pediam para eu voltar logo. Isso foi mais um motivador para mim.

O Atlético-MG tem apenas sete jogos pela frente e Blanco sabe que terá que ganhar a confiança do técnico Oswaldo de Oliveira para voltar a atuar ainda neste ano e brigar por uma vaga no time titular. Porém, a tendência é que o volante só volte a realizar uma sequência de jogos no time principal na próxima temporada.

- Esses três meses foram muito importantes principalmente para a minha cabeça. Como não podia trabalhar no campo, procurei trabalhar meu psicológico, dar valor ao treino, fortalecer minha confiança. Então eu espero poder voltar a jogar e, quem sabe, ano ano que ver ter uma sequência grande de jogos aqui.

A equipe volta aos treinos nesta quinta-feira. Na sexta, encerra sua preparação pela manhã e segue viagem para São Paulo durante a tarde.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Atlético-MG