Publicada em 31/10/2017, às 17:11

Santos prevê investimento 60% maior no futebol em orçamento para 2018

Diretoria separa R$ 193 milhões para despesas de masculino, feminino e base para o ano que vem

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)

O Santos prevê investir cerca de R$ 193 milhões no departamento de futebol em 2018. O valor, que consta em orçamento que seria entregue pela diretoria nesta terça-feira ao Conselho Fiscal do clube, é 60% maior do que o previsto para 2017 (R$ 121 milhões).

Esse montante inclui todas as despesas do futebol feminino, masculino e de base, como folha de pagamento, impostos e contratações. O documento passará pelo crivo do Conselho Fiscal antes de ser analisado pelo Conselho Deliberativo.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O maior poder de investimento é, segundo o presidente Modesto Roma Júnior, resultado do saneamento das contas do clube. De acordo com balancete dos três primeiros trimestres de 2017, o Santos tem, até 30 de setembro, superávit de R$ 76 milhões – a receita acumulada neste período é de R$ 240 milhões.

– O Santos já pode tirar os aparelhos, mas ainda precisamos de atenção – afirmou o presidente, ao GloboEsporte.com.

Os números mais recentes demonstram recuperação após a divulgação dos resultados do segundo trimestre, que apontaram défict de R$ 43,5 milhões. Nesse último período, o Santos contabilizou a venda de Thiago Maia ao Lille, da França, por R$ 37 milhões, além de cerca de R$ 34 milhões relativos à porcentagem como clube formador de Neymar, que se transferiu do Barcelona para o PSG em agosto.



O orçamento também prevê uma diminuição de R$ 25 milhões no pagamento de juros em 2018.

– Nós fechamos R$ 148 milhões de acordos em pendências anteriores a 2015 (quando a atual gestão assumiu o clube) nos últimos três anos. São acordos cíveis, trabalhistas. Desses, R$ 124 milhões já foram pagos – disse o superintendente administrativo do Santos, Osvaldo Ribeiro.

Modesto completou:

– Nós tínhamos uma despesa financeira na ordem de mais de quarenta e tantos milhões de reais. Ano que vem vamos gastar perto de R$ 19 milhões. Esses R$ 25 milhões (economizados) poderão ser gastos (em outras despesas).

Dessa forma, segundo os dirigentes, o Santos poderá reforçar os gastos com futebol.

– Estrategicamente, o Santos readquire para o ano que vem a condição de focar novamente no futebol. (No orçamento) O Modesto prevê um crescimento de quase 60% (do investimento) em 2018 com relação a 2017 nessa que é a nossa atividade fim – afirmou Ribeiro.

O planejamento para a próxima temporada também conta com uma previsão de € 20 milhões (cerca de R$ 76 milhões) com a venda de direitos de atletas.

Ainda sem um treinador definido para 2018, diretoria já espera contratar ao menos quatro jogadores para o ano que vem, quando o time deve jogar novamente a Libertadores – é o terceiro colocado no Brasileiro. Com o lateral Romário, do Ceará, já há um pré-contrato. O Santos ainda busca dois atacantes e um meia.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte