Publicada em 31/10/2017, às 15:42

Rueda elogia Paquetá e Vizeu, mas pede alternativa a ausências de Guerrero em 2018

Com duas Copas na carreira, colombiano revela que conversou com a diretoria rubro-negra para buscar nomes à frente e mostra sensibilidade com desejo de Mundial: "Para o brasileiro, ir é normal"

Reinaldo Rueda concede coletiva no CT (Foto: Raphael Zarko)

Rueda foi claro na entrevista coletiva desta terça-feira, véspera do Fla-Flu decisivo da Sul-Americana. Guerrero está fora mais uma vez, da partida no Maracanã, às 21h45, que classifica o vencedor para as semifinais da competição continental.

O treinador colombiano disse que quer contar com Paolo Guerrero, pelo menos, para a partida contra o Grêmio, mas não é insensível com o desejo do jogador de se recuperar 100% para ajudar o Flamengo e... a sua seleção peruana no sonho de ir a Copa do Mundo depois de 35 anos ausente de um Mundial.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Com duas Copas no currículo (Honduras e Equador), Rueda revelou que conversou com Guerrero, que ele o contou o desejo de jogar. E foi além: disse que pediu à diretoria do Flamengo nomes além dos que têm no elenco - Felipe Vizeu e Lucas Paquetá - para a posição de Guerrero para 2018. Isto, claro, se perder Guerrero para os jogos da Copa do Mundo da Rússia.

- Essa situação de Guerrero falei há muito tempo com a diretoria. O Flamengo precisa pensar em alternativa a parte de Vizeu, de Paquetá, temos que contar com outro jogador. Ele vai ter série de compromissos. Tanto sobre ele como sobre Trauco também. Vivi isso quando classifiquei com Honduras depois de 28 anos para uma Copa. Existem distrações diversas para um jogador que vai para a Copa, ainda mais para quem não está acostumado a jogar Mundial. Para o brasileiro, ir a todos Mundiais é normal. Mas para uma cultura futebolística que passa gerações sem ir a Copa é outra coisa - disse Rueda.

Com a perspectiva de ver Guerrero na Rússia em 2018, Rueda citou as datas reservadas para jogos preparatórios para a Copa do Mundo do ano que vem e lembrou que vai ser difícil contar com o jogador no primeiro semestre do ano que vem.



- O Brasil, a Argentina... Tantas seleções vão fazer amistosos na Rússia, em outros continentes. Os jogadores vão perder mais de 10 dias fora. Serão muitos jogos de preparação antes da Copa. O Peru quer a classificação, são muitas datas que não podemos contar com ele. Além disso, há contratos publicitários. Ele vai ter distrações, tentações diversas - lembrou Rueda.

Técnico não confirma Paquetá e pede paciência a Vizeu.

O atacante Felipe Vizeu não tem sido escalado quando Guerrero é desfalque no Flamengo. Atualmente, Lucas Paquetá é a primeira opção de Reinaldo Rueda. O treinador atribuiu a perda de espaço ao estiramento no joelho direito sofrido por Vizeu no empate com o Paraná, pela Primeira Liga, uma semana antes da final da Copa do Brasil.

- Infelizmente perdemos Vizeu porque esteve quase três semanas no departamento médico. Estava se reabilitando. Mas Paquetá teve oportunidade de jogar antes e mostrou bom futebol. São jogadores diferentes (Paquetá e Vizeu). Mas Vizeu está retomando ritmo, voltando ao seu nível ideal. Falava há algumas semanas com Vizeu.

Rueda afirma que Vizeu precisa de paciência para voltar a atuar com maior frequência no Flamengo. Quer compreensão por parte do atacante de 20 anos nesse processo de transição.

- Todos querem ver o jogador (Vizeu) em campo. Ele, família, diretoria, torcida... Eu o vi na Sul-Americano, no Equador, sei o potencial dele. Se perde a forma esportiva muito fácil, é difícil de alcançá-la novamente e ficar na situação de jogo ideal. Quando se tem a lesão, existe a transição fisiológica, anatômica, mas também a psicológica. O departamento de psicologia tem sistema de trabalho muito bom. Processo lento, devagar, que o jogador precisa compreender.

Embora faça elogios a Vizeu e Paquetá, Rueda afirmou que é necessário ter uma alternativa para novas ausências de Guerrero em 2018, que, mais uma vez, serão constantes. Principalmente se o Peru avançar ao Mundial da Rússia.

- O Flamengo precisa pensar em alternativa a parte de Vizeu, de Paquetá, temos que contar com outro jogador. Ele vai ter série de compromissos..

Confira outros tópicos:

Mais um Fla x Flu decisivo
Cada jogo é diferente, não importa se se repete a mesma escalação. Cada dia uma nova história. Temos grande respeito pelo rival. Não podemos ter excesso de confiança para esse jogo de quarta-feira.

Conta com Guerrero contra o Grêmio?
Difícil a resposta. Vamos avaliá-lo amanhã, como recebeu o estímulo de hoje. Vamos ver se vai progredir. Ou se vai apresentar dor. Eu quero tê-lo domingo. Vamos tentar tudo. Tudo depende da resposta que der. Não queremos perdê-lo aqui, nem do desejo que ele tem de ir para jogo super importante no futebol mundial. Queremos que Paolo esteja pronto para nós e para o Peru. Estamos tratando de Paolo com todos os esforços.

Perspectivas do fim de ano do Fla e 2018
Agora estou bem para fortalecer conceitos, comportamentos. Estamos recuperando jogadores, fortalecendo outros. Mas o Fla deve ser mais forte para o próximo ano. Agora, futebol não dá tempo. Temos que cumprir evolução a cada dia. Em médio prazo eu falo em 2018. Mas longo prazo não existe no futebol.

Expectativa por melhora na próxima temporada
Esse conhecimento bilateral com os jogadores, a exigência e a cobrança do dia a dia... é importante seguir se fortalecendo. Não é fácil chegar e disputar jogo decisivo 72h depois, mas era o desafio que queríamos assumir. Tivemos a valentia de assumir, consciente da grandeza e fortaleza. chegamos com muita motivação.

Sem derrotas para o Fluminense em 2017
Cada jogo é diferente, não importa se se repete a mesma escalação. Cada dia uma nova história. Temos grande respeito pelo rival. Não podemos ter excesso de confiança para esse jogo de quarta-feira.

Fonte: GloboEsporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte