Publicada em 24/10/2017, às 18:29

São Paulo fica a um ponto de igualar campanha do primeiro turno no BR

Com sétima melhor campanha do returno no Campeonato Brasileiro, Tricolor cresce e já vislumbra distanciamento do Z4. Clássico contra o Santos é visto como decisivo

Técnico Dorival Júnior tenta livrar o São Paulo da zona do rebaixamento (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

A vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo no último domingo foi muito comemorada no São Paulo. Além de deixar a equipe quatro pontos acima da zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o resultado reforçou uma campanha melhor na segunda parte da competição. Em 11 jogos do returno, o time obteve apenas um ponto a menos do que em todo o primeiro turno.

O São Paulo ocupa a 14ª colocação, com 37 pontos. Destes, 18 foram conquistados no returno, garantindo a 7ª melhor campanha desta parte do torneio. Já no primeiro turno foram conquistados 19 pontos, fator preponderante para a equipe entrar na zona do rebaixamento.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O alívio com um pouco de folga da zona do rebaixamento foi comemorado pelos atletas, mas o sinal ainda está ligado. A análise é de que só uma sequência de vitórias poderá trazer a paz tão sonhada. No próximo sábado, o Tricolor encara o Santos no Pacaembu, em clássico que pode ser determinante para a salvação do time.

- É um pouco confortável (saber que não volta para a zona mesmo se perder), mas não dá para acomodar. É um discurso que a gente vem tendo. Que por mais que a gente vença, ainda fica três, dois pontos da zona do rebaixamento. São Paulo é muito grande, não tem espaço para isso - avaliou o goleiro Sidão.

A má campanha do primeiro turno foi fundamental para o São Paulo permanecer 14 rodadas na zona do rebaixamento, um recorde na história do clube. Em todo o campeonato, o time foi dirigido por três técnicos: Rogério Ceni em 11 partidas, com três vitórias, dois empates e seis derrotas (aproveitamento de 33,3% dos pontos); Pintado em um jogo, com uma derrota, e Dorival em 18 jogos, com sete vitórias, cinco empates e seis derrotas, aproveitamento de 48,1%.





O aproveitamento melhor de Dorival em relação a Rogério Ceni é um dos fatores que deixa diretoria mais tranquila quanto à escolha pela troca. O ex-treinador foi demitido com a equipe sem vencer há seis jogos no Brasileiro e na zona do rebaixamento, após a derrota de 2 a 0 para o Flamengo, um turno atrás. Já os defensores do ex-goleiro apontam que Dorival recebeu jogadores melhores, como Petros, Hernanes e Marcos Guilherme, e o time não apresentou melhor futebol.

Faltam mais oito rodadas para o Campeonato Brasileiro acabar e o São Paulo só pensa em se livrar do rebaixamento. Se mantiver o aproveitamento do segundo turno, isso acontecerá.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - São Paulo