Publicada em 24/10/2017, às 14:31

No Equador, Renato Gaúcho revê algoz da Libertadores de 2008

Pelo Fluminense, nove anos atrás, treinador do Grêmio perdeu decisão do torneio para a LDU de Cevallos, atual presidente do Barcelona de Guaiaquil

(Foto: ​RODRIGO RODRIGUES/GREMIO FBPA)

Renato Gaúcho ficará à beira do campo nesta quarta-feira, em Guaiaquil, como estava nove anos atrás, quando teve a chance de conquistar a Copa Libertadores pela primeira vez como técnico. Em algum ponto do Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, o comandante do Grêmio estará sendo observado por José Francisco Cevallos, um dos principais responsáveis pela frustração sofrida em 2008.

Na decisão da Libertadores daquele ano, Renato treinava o Fluminense, que decidiu o torneio continental contra a LDU. Cevallos, atual presidente do Barcelona-EQU, era o goleiro da equipe de Quito.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



No jogo de ida, no Equador, a LDU venceu por 4 a 2. No Maracanã lotado de tricolores, o Flu fez 3 a 1 e levou a decisão para os pênaltis. Na marca da cal, as cobranças de Thiago Neves, Washington e Conca pararam em Cevallos, que se aposentou após a conquista e passou a se dedicar à vida política.

Atualmente com 47 anos, além de presidir o Barcelona, o ex-goleiro também é governador da província de Guayas, maior polo industrial do país, e já foi ministro do Esporte do Equador.

Renato Gaúcho não esconde de ninguém que eliminar o Barcelona de Guaiaquil nas semifinais da Libertadores deste ano terá gosto de vingança por 2008. O jogo de ida será nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), fora de casa. A volta está marcada para 1º de novembro, na Arena do Grêmio.

- Eu não engoli (a derrota em 2008). Eu não faria nada de diferente. Você disputa uma Libertadores, chega a uma final do jeito que o Fluminense chegou, passando por Boca e São Paulo. Foi contra a LDU. Não jogamos bem o primeiro jogo, mas recuperamos no Maracanã. O que nós fizemos de errado? Onde nós erramos? Eu não vi erros. Infelizmente nós perdemos - afirmou o treinador em entrevista ao programa "Bem, Amigos", do SporTV, em janeiro.

Para dar o primeiro passo em busca de sua revanche, o treinador gremista deverá escalar força máxima no Equador. O atacante Luan e o volante Michel estão recuperados de lesão e já voltaram a atuar, mas o segundo ainda está sem o rendimento físico necessário para atuar 90 minutos.

A provável escalação do Tricolor nesta quarta-feira é: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel (Jaílson ou Cícero), Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Gringos renascem e comandam vitória do Santos sobre o Grêmio
- Arroyo sobra até de time reserva e chegará a um mês sem atuar pelo Grêmio
- Everton "respeita" fase de Fernandinho e garante Grêmio com "sede de vitória"
- Seria o Grêmio o melhor time do Brasil? Até que ponto a Libertadores atrapalhou?
- Leia mais notícias sobre Grêmio em www.futnet.com.br/gremio

Mais sobre - Grêmio