Publicada em 23/10/2017, às 23:33

Botafogo faz dois de escanteio, vence o Corinthians e anima o Brasileiro

Bola aérea defensiva volta a atormentar o líder do campeonato, que vê a vantagem diminuir para seis pontos na ponta. Glorioso volta a vencer e retoma a sexta posição

Botafogo 2x1 Corinthians Satiro (Foto: Sodré/supressão/Botafogo)

A bola aérea defensiva voltou a se mostrar uma deficiência do Corinthians na noite desta segunda-feira, no Estádio Nilton Santos. O Botafogo fez dois gols desta forma e venceu o líder do campeonato por 2 a 1. O Fogão sobe uma posição e o Timão vê a vantagem na liderança diminuir para seis pontos à frente de Palmeiras e Santos. No domingo, o Glorioso vai a Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG. Fábio Carille comandará sua equipe em Campinas, contra a Ponte Preta.

O alvinegro mandante começou com mais posse de bola, tentou ameaçar pelas pontas, com Bruno Silva pela direita, e Rodrigo Pimpão pela esquerda. Pelo meio, Marcos Vinícius chegou a dar um chute mascado da entrada da área, mas a bola foi para fora. Tudo isso até os 15 minutos, quando o visitante Marquinhos Gabriel pegou um rebote fora da área e chutou forte de esquerda. A bola foi no travessão.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Aos 25, jogada ensaiada em escanteio resultou em chute de Victor Luís, mas Cássio defendeu. Quatro minutos depois, o contra-ataque botafoguense passou por Brenner, depois Marcos Vinícius lançou e Pimpão até chegou na frente de Balbuena, mas o paraguaio travou o chute.

A reta final da primeira etapa teve chutes de fora da área de ambos os lados. Gabriel e Marcos Vinícius e Victor Luís pararam nos goleiros.

O segundo tempo começou como o primeiro: volume maior dos comandados de Jair. E após um susto para cada time, João Paulo cobrou escanteio, Pimpão desviou e Brenner escorou para o gol vazio. Placar aberto aos oito!





Dois minutos depois, o Timão já ameaçou novamente. Jô fez Gatito trabalhar. Pimpão até fez Cássio se esticar, pouco depois, mas seria o centroavante corintiano quem venceria o duelo com o goleiro rival. Aos 14, Jô recebeu na área, dominou e não deu chance para o camisa 1 do Fogão. Partida empatada.

Aos 26, Bruno Silva arrancou em contra-ataque, lançou Brenner e, após drible num marcador, o chute desviou em outro e foi para fora. No escanteio subsequente, a bola sobrou para Valencia e o chute também assustou a torcida corintiana.

E um novo escanteio surgiu para o Glorioso, aos 30. Novo cruzamento, desta vez foi Igor Rabello quem subiu para cabecear, colocar o Botafogo novamente na frente e lembrar a deficiência no jogo aéreo defensivo do líder do campeonato.

Nos acréscimos, o Timão reclamou por um pênalti não marcado em Jô, no último lance. Nada marcado. O placar se manteve. Houve confusão após o apito final.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 CORINTHIANS

Local: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 23/10/2017 - 20h
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Auxiliares: José Reinaldo Nascimento Júnior (DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Público/renda: 7.566 pagantes/R$224.725,00
Cartões amarelos: Rodrigo Lindoso, Marcos Vinícius, Rodrigo Pimpão (BOT); Gabriel e Jô (COR)
Cartões vermelhos: -
Gols: Brenner (8/2ºT 1-0), Jô (14'/2ºT 1-1), Igor Rabello (30'/2ºT 2-1)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Marcos Vinícius (Valencia, 26'/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme, 19'/2ºT) e Brenner (34'/2ºT) - Técnico: Jair Ventura.

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel (Clayson, 32'/2ºT) e Maycon; Jadson (Romero, Intervalo), Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Kazim, 43'/2ºT); Jô - Técnico: Fábio Carille.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte

Últimas