Publicada em 23/10/2017, às 14:57

Abel lamenta gols no começo e só garante Henrique Dourado na quarta

Treinador cita postura defensiva da Chape após marcar no início de cada tempo. Ao projetar confronto com o Fla na Sul-Americana, tem dúvida quanto ao aproveitamento de Douglas e Sornoza

Abel Braga observa atuação do Fluminense (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

Abel Braga avaliou que a derrota para a Chapecoense passou pelo tempo de jogo em que o Fluminense sofreu os dois gols. Com um no começo da partida e outro no início do segundo tempo, o Tricolor teve prejudicada a estratégia traçada na Arena Condá.

Arthur e Wellington Paulista marcaram no 2 a 0, em duas jogadas de bola pelo alto. No segundo, aliás, o escanteio foi originado em um erro na cobrança de lateral de Marlon.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



- Aconteceu algo atípico. Começamos o jogo perdendo. Corremos atrás após a primeira bola alçada na área, a característica deles. No segundo tempo, erramos um lateral. A bola escapou da mão do meu jogador. Saiu escanteio, levamos o gol. Enfim, começamos dois tempos perdendo. A coisa complicou bastante - resumiu Abelão.

Com o resultado, o Tricolor perdeu duas posições na classificação. É o 13º, com 38 pontos. Tem cinco de vantagem para a zona do rebaixamento. Na próxima quarta-feira, enfrenta o Flamengo, no jogo de ida das quartas de final da Sul-Americana. E Abelão só garantiu o retorno de Henrique Dourado, que não atuou por dores no púbis. Douglas (dores articulares) e Sornoza (dores na coxa direita) são dúvida.

- Com os dias que faltam ao jogo, Dourado estará bem. Douglas não foi ao clube na sexta. A gente não sabe como será a reação. É uma situação diferente. Ele não sentiu exatamente o que sentia antes, foi proporção muito menor. Pode ser que com o aumento da medicação, melhore. Sornoza não sei dizer. Foi muscular. Não acusou no exame. É contratura, um aviso para o estiramento. Hoje, só garanto o Dourado - valiou o treinador.





A íntegra da coletiva de Abel:

Jogadores que não atuaram
Poupados, não. Eles estavam impossibilitados de atuar hoje. Douglas totalmente fora, Sornoza com dor na coxa. O Dourado poderia perder por 30 ou 40 dias. E aí, acaba o campeonato. Não houve mudança de esquema. A defesa foi a mesma, o ataque foi o mesmo. Quando não jogava o Douglas, atuou o Marlon Freitas. Quando não jogou o Soronoza, jogou o Wendel. E sem o Orejuela, o Richard. O que aconteceu foi que a Chape marcou gol no começo. Então, você não sabe identificar se o adversário vem para cima ou não. Conversamos, melhoramos. No segundo tempo, tomo outro gol no começo. Após a bola escorregar da mão do lateral. Não teve jogo.

Desatenção
É sempre no momento em que a gente está para dar o salto. Não é descontrole. Ao invés de entrar mais ligado, não acontece. Lucas foi feliz no vestiário. Não podemos entrar em campo dessa maneira.

Risco de rebaixamento
A gente não tem condição de poupar ninguém. Temos de disputar jogo a jogo. Não estamos em situação confortável em nenhuma competição. Estamos nas quartas da Sul-Americana, na qual enfrentaremos um time do tamanho do Flamengo. Tudo é sofrido, mas vamos continuar. Meu torcedor sabe que clássico é complicado para os dois lados.

Saída de Marcos Junior e Scarpa
Faltavam 15 minutos. Já pensou se me vem mais problema? Marcos Junior tem tido boa participação. Scarpa não se poupa nunca. Às vezes, preocupa. Eles se postaram da intermediária para trás. Não nos deram chance. Então, foi melhor garantir esses dois para quarta-feira.

Luquinhas
Por vezes, especialmente com o resultado, não se percebe. Mas teve um atleta que fez no campo, em 15 minutos, o que faz sempre no treinamento. Luquinhas. Ganhamos um jogador. Entrou bem, tem boa leitura tática. Não vamos esperar milagre. Coloquei para ver, tem treinado bem. Deu boa resposta.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Fluminense