Publicada em 22/10/2017, às 14:24

Zé vê semelhanças com empate diante da Chape e cobra produção ofensiva do Vasco

Assim como na 26ª rodada, equipe sai na frente, não amplia e vê adversário - desta vez o Coritiba - igualar. Cruz-maltinos perdem chance de assumir sétima posição, que dá vaga para a Libertadores

Zé Ricardo durante Vasco x Coritiba (Foto: André Durão)

Depois de sair na frente, o Vasco até criou, mas não conseguiu ampliar e ainda viu o Coritiba deixar tudo igual no Maracanã: 1 a 1 no jogo de abertura da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Roteiro semelhante ao do duelo contra a Chapecoense, quatro rodadas antes, e que serve como alerta para o setor ofensivo, crê o técnico Zé Ricardo.

- Sem dúvida, são partidas com roteiros parecidos. Saímos na frente e houve o empate. Contra o Atlético-GO vencemos com gol contra. O futebol não é matemática, essas coisas acontecem e temos que saber lidar. Estamos cobrando sobre a produção ofensiva. Temos tido chances, contra o Coritiba nem tanto. Agora é descansar dessa sequência e pensar no próximo adversário - disse, em entrevista coletiva.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Com 43 pontos, o Vasco se mantém em 8º e perde a chance de entrar na zona de classificação para a Libertadores. Sem poder ser ultrapassada nesta rodada, a equipe enfrente o Flamengo, no próximo sábado, em confronto direto na briga na parte de cima da tabela. O clássico acontece às 19h, no Maracanã.

Veja outras respostas de Zé Ricardo:

BOA SEQUÊNCIA
- A torcida tem que estar orgulhosa, vínhamos em uma sequência sem perder. Conquistamos 10 de 12 pontos. Se fizessem essa proposta antes, assinavam na hora. Coritiba é difícil, está lutando para sair de baixo. Fomos no nosso limite. O que aconteceu a nosso favor no nosso gol acabou acontecendo no gol deles também.

DESFALQUES
- Não podemos lamentar termos jogadores fora. Todas as equipes sofrem com isso. O Coritiba estavam sem o Tiago Real. Nosso jogadores poderiam dar uma produção ofensiva maior, mas não podemos lamentar. Acho que a postura e a confiança já mudou. Estamos encarando, colocando a bola no chão e produzindo. Às vezes não acontece, hoje o adversário nos colocou em dificuldades.

VAGA DE BRENO
- Todo técnico acaba sabendo que mudanças vão acontecer na escalação. Trabalhamos com a mesma intensidade porque em um campeonato longo precisamos de todos. Breno e Anderson fazem o mesmo trabalho do que os outros zagueiros. Acho que não vamos ter problemas com quem for substituí-lo.

CLÁSSICO CONTRA O FLAMENGO
- O clássico por si só é muito motivante. Vamos colocar para trás o resultado. O Flamengo tem grandes jogadores, é uma grande equipe. Vai ter as dificuldade normais. Confio muito no nosso trabalho. Vai ser decidido em detalhes, com certeza. Vamos nos preparar dentro das nossas potencialidades e tirar os pontos positivos da boa equipe do Flamengo.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Zé Ricardo analisa: 'Talvez o jogo que mais tivemos erros individuais'
- Irreconhecível, Vasco perde para o Atlético-PR e invencibilidade cai
- Invicto há 11 jogos, Vasco visita o Furacão para aproveitar embalo fora do Rio por vaga na Libertadores
- Vasco tenta encerrar jejum de dez anos contra o Atlético-PR
- Leia mais notícias sobre Vasco da Gama em www.futnet.com.br/vasco

Mais sobre - Vasco da Gama