Publicada em 20/10/2017, às 14:18

Demissão de Levir é pauta de reunião da cúpula do Santos nesta sexta

Em entrevista coletiva, presidente Modesto Roma confirma encontro: "Algo tem que ser mudado"

Levir Culpi pode ser demitido do Santos após reunião nesta sexta-feira (Foto: Marlon Costa/Futura Press)

Uma reunião entre o presidente Modesto Roma, a comissão técnica e o comitê de gestão está marcada para a tarde desta sexta-feira . O encontro pode concretizar a demissão do técnico Levir Culpi.

Em entrevista coletiva na Vila Belmiro na manhã desta sexta-feira, Modesto indicou a saída do treinador após o empate por 1 a 1 com o Sport, na última quinta-feira, na Ilha do Retiro. O resultado manteve o Santos a nove pontos do líder Corinthians, mas agora na quarta posição do Brasileiro.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



– Hoje vamos avaliar. Quando estávamos conversando sobre isso (técnico), comentei com alguém do nosso grupo (de gestão) que devemos ter as decisões sempre com sabedoria. O convite para o encontro de hoje foi para transmitirmos as nossas sabedorias. Hoje vamos ter um encontro para discutir nossas sabedorias quando pessoal chegar do Recife. Vamos conversar como sempre conversamos –
disse Modesto, que durante toda a entrevista evitou declarações que bancassem a permanência de Levir.

– Ontem estávamos ganhando até os 38 minutos (do segundo tempo), sofremos um gol não normal. Não de uma jogada construída. Lance de felicidade do Rogério. Perdemos gols incríveis, mas empatamos o jogo. O que vale é resultado. Jogamos bem? Não sei. Sofremos muita pressão e nosso time não é para sofrer. Algo tem que ser mudado. Vamos juntar as nossas sabedorias e ver o que pode ser mudado.

Perguntado sobre a possibilidade de Levir cair já nesta sexta-feira, o presidente do Santos interrompeu o repórter em tom de brincadeira:





– Exercício de futurologia não é uma boa. Possibilidade? Pode tropeçar na escada do avião e cair. Ele está sujeito a todas as coisas, eu e você também. Quando nos reunirmos, talvez analisemos isso. E resolvemos isso. Qual a porcentagem de chance para o Levir?
Não é por aí.

Candidato à reeleição em pleito marcado para o dia 9 de dezembro, Modesto demonstrou insatisfação com o rendimento da equipe e com as atuações na últimas partidas.

– Estou insatisfeito com os resultados. Você estaria perguntando isso se não fosse o gol no cruzamento? Estaria satisfeitíssimo no 1 a 0. Entendo que a insatisfação é com situações pontuais. Estou insatisfeito com o time, que significa conjunto. Time é o conjunto, comissão técnica, jogadores, diretoria, administração... é tudo – salientou.

O contrato de Levir Culpi é válido até o fim deste ano, mas as chances de o treinador seguir no Santos são mínimas. Durante a coletiva, Modesto fez elogios a Elano, auxiliar técnico que assumiria a equipe em caso de demissão.

– Pode ser Levir? Pode. Pode ser Elano? É mais difícil, mas está num trabalho de qualificação para obter certificados da CBF, mas um dia isso vai acontecer. Elano trabalha para se qualificar. Quando tiver essa qualificação, como é muito identificado e competente... Só que hoje é como nossa classe: era exigido o diploma de jornalista. Mesmo formado sempre fui contra. Acho isso por todas as profissões. Acho que todos têm uma formação de vida. Não é um curso de dois, três meses ou um ano vai permitir, mas sim a competência. Sentamos sempre para avaliar – completou.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Santos