Publicada em 19/10/2017, às 23:03

Santos joga mal, cede empate ao Sport e perde nova chance de disputa

Peixe abriu o placar no início do jogo, com Ricardo Oliveira. Depois, Sport pressionou e mandou no jogo, mas só igualou o placar no fim, com Rogério

Sport x Santos (Foto: Pablo Kennedy)

Poucas vezes a justiça é feita no futebol, mas nesta quinta-feira ela prevaleceu. Até os 38 minutos do segundo tempo, o Santos conquistava uma vitória que o deixaria a sete pontos do líder do Brasileirão. Com gol no início, marcado por Ricardo Oliveira, o Peixe relaxou, recuou e nada mais acertou. O Sport pressionou e exigiu de Vanderlei de todas as maneiras possíveis, mas só no fim, com Rogério, de cabeça, o Leão da Ilha conseguiu empatar em 1 a 1.

Os três minutos iniciais fizeram o santista acreditar que teria uma vitória fácil. Antes de balançar as redes, Ricardo Oliveira já havia chegado na cara do gol pelo lado esquerdo, mas chutou fora. Dois minutos depois, Jean Mota deixava o camisa 9 com vantagem sobre Durval. O chute nem tão forte de pé esquerdo passou do lado de Magrão e rente a trave, para o fundo do gol.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Logo depois, Vanderlei Luxemburgo desistiu de lançar André, Diego Souza, Patrick e Osvaldo à frente ao mesmo tempo e fez o quarteto rodar a bola e se aproximar do meio de campo. Por esse caminho, o Leão da Ilha voltava a ser o mandante.

Osvaldo, pelo lado direito do ataque, passou a ser a arma do Sport. Quando não, Raul Prata, pelo mesmo lado, alçava bola na área de Vanderlei, que viu o chuveirinho durante todo o primeiro tempo.

Acostumado a contra-atacar, o Santos não contou com a velocidade de Bruno Henrique e de Copete. O primeiro ainda está machucado, enquanto o segundo começou no banco de reservas, por opção. Mais uma vez a opção de Levir Culpi chamou a atenção. O meia Serginho, que tinha apenas cinco jogos na temporada, foi o escolhido para fechar a linha de três pela direita. Depois, mudou de lado para neutralizar as subidas de Raul Prata e Osvaldo.



Foram dez finalizações do Sport só no primeiro tempo. Nem mesmo Lucas Veríssimo e David Braz, zagueiros que estavam aguentando o tranco, passaram impunes. Vanderlei foi o responsável por três defesas difíceis, que fizeram o Sport perder a paciência.

O Alvinegro, apesar do alto número de cartões amarelos levados, parecia calmo e optava pelas faltas para retardar a partida. Inclusive, Yuri, amarelado, saiu pelo risco de expulsão. Vecchio, seu substituto, levou cartão com um minuto em campo. Quando tinha a bola no campo de ataque, o Peixe tinha pressa, mas para se livrar da bola. Matheus Jesus desperdiçou duas vezes. Em uma, a bola passou longe do gol.

De tanto insistir, o Sport enfim conseguiu passar por Vanderlei, com Rogério, de cabeça, sozinho na frente do goleiro após lançamento da esquerda.

O Santos ainda voltou a acertar um contra-ataque que deixou Kayke cara a cara com Magrão. O camisa 11 chutou por cima a bola e provavelmente a chance do Peixe brigar pelo título.

Agora, a diferença do Santos, em quarto lugar, para o líder é de nove pontos. Na próxima rodada, o Peixe recebe o Atlético-GO, no domingo, na Vila Belmiro, O Sport vai a 14º e fica a três pontos da zona de rebaixamento. No domingo, encara o Atlético-PR fora de casa.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte