Publicada em 19/10/2017, às 14:05

Abad confirma tratativas com patrocinador: "Novidades em breve"

Acordo com a rede de supermercados Prezunic está encaminhado e será até o fim do ano. Tricolor não tem patrocínio master desde março de 2016, quando rescindiu com a Vitton 44

Pedro Abad conversa com jornalistas na zona mista do Maracanã (Foto: NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.)

Feliz não só pelo resultado mas também pela atuação contra o São Paulo, o presidente Pedro Abad projetou um novo momento ao Fluminense na reta final de 2017. Não só dentro de campo.

Mesmo sem citar nome, confirmou ter negociação avançada para o clube voltar a ter patrocínio master. Trata-se da rede de supermercados Prezunic.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



- Meu perfil não é muito de falar, mas espero apresentar nos próximos dias um patrocinador master. Há outras propriedades sendo negociadas e teremos novidades em breve. Falta o "ok" de quem quer se associar. Negociamos as condições comercias, faltam as condições contratuais - disse o dirigente na saída do Maracanã, onde o Tricolor venceu por 3 a 1 pelo Brasileirão.

O acordo com o Prezunic para estampar a marca no principal espaço do uniforme será até o fim do ano. No fim de setembro, as partes estreitaram laços em uma parceria para o jogo contra o Palmeiras, no Maracanã, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nas compras a partir de R$ 80 nas lojas Nilópolis, Botafogo, Méier, Caxias Centro, Barra e Fonseca (Niterói) da rede, o torcedor pagava mais R$ 10 e garantia seu ingresso para a partida. Em campo, o Tricolor acabou sendo derrotado por 1 a 0.

O Flu está sem patrocínio master desde março de 2016. Foi quando a Viton 44 rescindiu com o clube. Desde então, a direção manteve negociações com a Caixa, porém, sem sucesso. Houve apenas uma parceria pontual com o banco estatal para a exibição da marca em seis jogos na reta final do último Campeonato Brasileiro.





A última marca a estampar o principal espaço do uniforme tricolor com um contrato longo foi a Matte Viton. Desde então, o clube procura uma parceira. Outros propriedades da camisa estão preenchidas, caso do omoplata (Frescatto), da barra traseira (Thinkseg) e do espaço entre o escudo e o símbolo da fornecedora (Lafe) e do número (TIM).

Outras respostas de Abad:

Vitória
Foi importante, o time estava precisando. Voltamos para a primeira página da tabela. Vamos olhar para cima, dá para respirar melhor e enxergar outros horizontes. Temos 27 pontos em disputa. Podemos chegar a 65, tudo pode acontecer. Se o time continuar com esse volume, podemos pegar uma vaga na Libertadores. Ainda temos a Sul-Americana. Mesmo sem ganhar do Flamengo, podemos passar deles tranquilamente.

Críticas
Pegamos sequencia complicada, muitas partidas fora de casa contra times de cima da tabela. Nosso time é jovem, normal oscilar. Tivemos 12 dias para treinar antes do Flamengo, trabalhamos forte e deu resultado. Conversamos muito, o time teve outra postura. Voltou a ter volume de jogo, o time está crescendo. Crítica faz parte, o torcedor quer vitória e não estava acontecendo. Fizemos uma festa bonita hoje, reunimos as torcidas. O time correspondeu.

Importância de Abel
É o comandante, falar bem dele é chover no molhado. Ele pegou time jovem e deu condição a ele. Temos de bater palma a ele.

Novo vice de futebol
O futebol tem um comitê, que, após a saída do Fernando, tem quatro pessoas. Continuamos decidindo em conjunto. Tentamos o Parreira, mas não foi possível por questões pessoais dele, de agenda. A gente busca outro nome, com perfil dele. Em breve teremos novidades.

Maracanã
O gestor é obrigado a pesar valores o tempo todo. Tem horas que tem de pensar no dinheiro, horas no retorno técnico. Pensamos em privilegiar o torcedor a despeito de resultado negativo no estádio. Conseguimos sete pontos em três jogos, que nos deu tranquilidade.
Prefiro não falar de quem não feio. Falo de quem veio. A gente fez festa bonita, reunimos todas as torcidas organizadas atrás do gol. Os cantos foram unidos e mais altos. Os jogadores receberam carga extra. O resultado está no campo. Quem quiser, venha. Colocamos um preço desequilibrado para mostrar que é bom vir ao jogo do Fluminense.

Recusa em levar jogo da Sul-Americana a Brasília
Era uma proposta financeira vantajosa. Era muito dinheiro. Não adianta em uma fase decisiva alijar o torcedor de ver o jogo. Aproveito para pedir que ele compareça e encha a nossa parte do estádio. A Sul-Americana está na fase final e a gente precisa dele.

Patrocínio
A camisa do Fluminense é valorizada. Por mais que o clube estivesse em momento não favorável, nosso departamento comercial trabalha. Mostramos que a nossa marca é valorizada. Nosso clube joga limpo, se alia a iniciativas positivas. Se associar ao Flumiensne é valioso.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Fluminense