Publicada em 18/10/2017, às 23:53

Fluminense vence com autoridade, se alivia e complica São Paulo na tabela

Equipe de Abel Braga decide no primeiro tempo, chega à segunda vitória seguida e dorme na 10ª colocação. Tricolor paulista comete dois pênaltis e pode fechar rodada no Z4

Fluminense x São Paulo (Foto: Jorge Rodrigues/Eleven)

No duelo dos desesperados tricolores, o Fluminense venceu com autoridade por 3 a 1, se aliviou na tabela e deixou o São Paulo mais próximo da zona de rebaixamento do Brasileirão. Henrique Dourado, Sornoza e Robinho marcaram para o time da casa no Maracanã e Shaylon, no fim, descontou.

Desde o apito inicial, quem tomou as ações da partida foi o time da casa. Sem Wendel, suspenso, Abel Braga manteve o esquema da última vitória com Douglas formando uma trinca de meias ao lado de Scarpa e Sornoza. E deu certo: nos primeiros 15 minutos, o Fluminense chegou pelas laterais com Marcos Júnior, Lucas e Marlon - que buscaram Dourado na área, sem sucesso.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O São Paulo, acuado, não conseguia manter a posse de bola no ataque. Nem mesmo sair da intermediária defensiva. O apagado trio formado por Cueva, Lucas Fernandes e Marcos Guilherme pouco apareceu e sobrecarregou Hernanes, o cérebro da equipe.

Até os 20 minutos, a preocupação do time de Dorival era tirar o perigo da área de qualquer forma - e Júnior Tavares, precipitado, usou a mão para interceptar cruzamento. Pênalti para o Fluminense e bola nos pés do artilheiro do Brasileirão, que não perde: bola pro lado, Sidão pro outro. Foi o 16º gol do Ceifador no campeonato, 30º no ano.

O gol animou a torcida no Maracanã, que nem teve tempo de comemorar. No lance seguinte, Cavalieri lançou Scarpa em contra-ataque e o camisa 10, malandro, deslocou Rodrigo Caio, entrou na área e serviu Sornoza. O equatoriano, voltando à boa forma, bateu de chapa e marcou pela primeira vez desde que fraturou o tornozelo, em maio.





Os gols seguidos foram um balde de água fria para os paulistas, que se desmontaram em campo. O primeiro tempo saiu barato para os visitantes e Dorival pôs Maicosuel no intervalo. Mas, na prática, nada mudou.

Na segunda etapa, o Fluminense jogou como time grande. Com a vantagem debaixo do braço, os garotos - bem menos experientes que o adversário - tiveram inteligência e atitude para dominar a partida. Nos últimos minutos, Robinho entrou no lugar do camisa 9, entrou na área e foi derrubado. Mais um pênalti e ele mesmo cobrou, marcando seu primeiro com a camisa tricolor.

O gol de Shaylon no fim, em lance de sorte, em nada mudou no placar e muito menos na preocupação dos são-paulinos que ainda podem terminar a rodada no Z4. Para o Tricolor das Laranjeiras, alívio - o clube dorme na parte de cima da tabela e vê o fantasma do rebaixamento cada vez mais longe.


FLUMINENSE 3 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18/10/2017, às 21h45
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jose Eduardo Calza (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Público/renda: 21.354 pagantes / R$ 303.000,00
Cartões amarelos: Douglas e Reginaldo (FLU)
Cartões vermelhos: -
Gols: Henrique Dourado, aos 21'/1ºT (1-0), Sornoza, aos 23'/1ºT (2-0) e Robinho, aos 39'/2ºT (3-0); Shaylon, aos 43'/2ºT (3-1)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Lucas, Gum, Reginaldo e Marlon; Richard, Douglas, Sornoza (Mateus Norton, aos 23'/2ºT) e Gustavo Scarpa; Marcos Junior (Robinho, aos 29'/2ºTe Henrique Dourado.(Pedro, aos 35'/2ºT) Técnico: Abel Braga

SÃO PAULO: Sidão; Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Petros, Hernanes, Lucas Fernandes (Maicosuel, intervalo), Cueva (Thomaz, aos 20'/2ºT) e Marcos Guilherme; Pratto (Shaylon, aos 20'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte

Últimas