Publicada em 15/10/2017, às 19:07

Fluminense sofre no fim, vence o Avaí e acaba com jejum no Brasileirão

No Maracanã, Henrique Dourado chegou aos 15 gols na competição e garantiu três pontos importantes para a equipe de Abel Braga na luta contra o rebaixamento

(Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

A vitória do Fluminense sobre o Avaí por 1 a 0 deixou a torcida tricolor com os sentimentos de alívio e esperança misturados. Afinal, o time de Abel Braga pôs fim a um jejum que já durava seis rodadas e manteve-se fora do Z4. Apesar do sufoco no final da partida deste domingo, no Maracanã, a equipe apresentou uma evolução com as últimas apostas feitas pelo comandante.

Como o São Paulo venceu seu jogo no sábado, o Fluminense entrou em campo pressionado por ter dormido na zona de rebaixamento. Porém, os jogadores não levaram isso para campo. A torcida também deu um voto de confiança e apoio.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O Tricolor teve total controle do jogo desde o apito inicial. Do outro lado, o Avaí deixou claro que jogaria por uma bola. O problema foi que, logo aos 13 minutos, o Flu abriu o placar. Depois de Sornoza acertar o travessão, Henrique Dourado mandou um voleio e fez 1 a 0. O Ceifador é o artilheiro do Brasileirão com 15 gols.

O time catarinense não mudou sua estratégia, mantendo a postura defensiva. Assim, o time de Abel Braga passou a administrar a posse de bola. Quando preciso, Richard e Gum foram bem para acabar com os ataques rivais. No momento, já não se escala mais o Flu ideal sem a presença deles. Cavalieri de volta também tornou a defesa mais segura.

O goleiro, depois de um primeiro tempo sem ser ameaçado, tomou um susto logo na volta do intervalo. Leandro Silva completou escanteio e balançou a rede. O juiz correu para o meio, mas o auxiliar ficou parado e, por conta de uma falta de Alemão no camisa 12, o gol foi bem anulado.

O Avaí passou a assumir mais riscos, mas os vários passes errados justificavam a condição de pior ataque do Brasileirão. Com isso, foram surgindo espaços para o Flu contra-atacar. Quem melhor aproveitou os espaços foi Marlon, presença constante na linha de fundo, mas os cruzamentos não foram tão precisos.

A grande chance veio com Marcos Junior. Frente a frente com Douglas, o camisa 35 não conseguiu driblar o goleirol. Acabou substituído logo depois. Scarpa, vaiado por parte da torcida a cada toque, seguiu chamando o jogo. O meia arriscou bastante, levando perigo nos chutes.

Após Matheus Alessandro ter um gol anulado, a tensão cresceu no Maraca. O Avaí foi para cima e a bola rondou a área de Cavalieri. O sufoco foi grande, mas o Flu resistiu e, enfim, voltou a vencer no Brasileirão.

O Fluminense volta ao Maracanã na quarta-feira. O adversário é o São Paulo em outro confronto direto contra o rebaixamento. A bola rola às 21h45. No mesmo horário, o Avaí recebe o Botafogo na Ressacada, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1X0 AVAÍ

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15/10/2017, às 17h
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza - SP (CBF)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Renda/Público: R$ 221.560,00 / 18.006 presentes (16.062 pagantes)

Cartões amarelos: Henrique Dourado e Wendel (FLU); Alemão e Joel (AVA)
Cartão vermelho: Não houve.

GOLS: Henrique Dourado (1-0, 13'/1ºT)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Renato (Mateus Norton, 9'/2ºT), Gum (Nogueira, 37'/2ºT), Reginaldo e Marlon; Richard, Wendel, Sornoza e Gustavo Scarpa; Marcos Junior (Matheus Alessandro, 19'/2ºT) e Henrique Dourado - T: Abel Braga

AVAÍ: Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão e João Paulo; Lucas Otávio (Maurinho, 34'/2ºT), Simião (Marquinhos, 25'/2ºT); Luanzinho, Pedro Castro e Juan (Rômulo, 19'/2ºT); Joel - T: Claudinei Oliveira

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte