Publicada em 12/10/2017, às 00:05

Rafael salva atrás, Sobis marca, dá vitória sobre o Grêmio, e Cruzeiro dorme em 2º

Ídolo do Inter, atacante marcou o único gol da partida aos 23 minutos do segundo tempo, ao completar cruzamento de Thiago Neves nesta quarta na Arena

Sobis marcou o único gol da partida (Foto: Futura Press)

O Brasileirão tem um novo vice-líder. Pelo menos até o Santos entrar em campo nesta quinta-feira para enfrentar a Ponte Preta no Moisés Lucarelli. Em plena Arena, o Cruzeiro voltou a ser o algoz do Gremio - ao qual eliminou nas semifinais da Copa do Brasil e quartas de final da Primeira Liga - e venceu por 1 a 0 na ventosa noite instável desta quarta. O único gol da partida foi marcado pelo ídolo colorado Rafael Sobis.

E com requintes de crueldade aos tricolores. Não bastasse o revés, o lance ocorreu logo após Everton ter seu chute parado por grande defesa de Rafael, que já havia feito um milagre minutos antes em falta cobrada por Arroyo. Aos 23 da etapa final, Fernandinho perdeu a bola para Diogo Barbosa, que tocou para Thiago Neves. O meia lançou Sobis, que deslocou Marcelo Grohe.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Com o resultado, o Grêmio segue com 46 pontos, mas em quarto lugar. Na próxima rodada, enfrenta o Coritiba. A partida será disputada neste domingo, às 19h, no Couto Pereira, em Curitiba. Já o Cruzeiro está com 47 e em segundo. Os mineiros só voltam a campo no dia 18, quando também pegam o Coxa na capital paranaense. O duelo será às 19h30.

Deu sono

O jogo deu indícios que seria eletrizante. Aos nove, após cochilo gremista, Alysson dominou dentro da área e arriscou, para grande defesa de Marcelo Grohe. Pouco depois, veio a resposta. Quatro minutos depois, Arroyo lançou Fernandinho. O atacante tocou para Edílson, que se enrolou. Por sorte, a bola voltou a Fernandinho, que chutou, mas mandou para fora.

O que tinha tudo para ser um duelo cheio de oportunidades, minguou. A partida ficou lenta. O Grêmio não acelerava. Só voltou a incomodar em uma lambança entre Hudson e Rafael. O volante furou e acertou o goleiro, que tentava segurar. Por sorte, Rafael ainda teve tempo para ficar com a bola.

Quem não faz, leva
Na volta do intervalo, o Tricolor teve grande chance aos 10 minutos. Arroyo cobrou falta no ângulo direito de Rafael, que voou para evitar o gol gaúcho. Apesar dos erros de passes e pouca bola no chão, o embate ficou mais aberto. Aos 22, Edílson avançou pela direita e cruzou para Everton. O atacante chutou e só não saiu para o abraço porque o goleiro do Cruzeiro praticou um milagre.

No minuto seguinte, os visitantes tiveram sua chance. E não desperdiçaram. Thiago Neves cruzou da esquerda para Rafael Sobis. O ídolo colorado não teve dificuldade em deslocar Marcelo Grohe e balançar as redes do adversário. O gol desestruturou os tricolores. Pedro Geromel entregou uma bola para Sobis, que avançou, entortou Kannemann, mas o gringo se recuperou e salvou o chute do atacante. O Grêmio até se atirou ao ataque, mas não conseguiu o empate.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Santos derrapa, empata com Vitória e perde chance de 'colar' no rival
- Pratto se empolga com Kaká, e diz que Cueva está sempre preocupado
- Novo presidente prega cautela em reunião com Mano e comenta vinda de Djian
- Djian fecha com o Cruzeiro para assumir direção e gerência de futebol

Últimas