Publicada em 12/10/2017, às 20:46

Abel revela atrasos de Wendel e avisa: "Ou se enquadra ou não serve para a gente"

Técnico afirma que comportamento do volante resultou em afastamento contra o Flamengo e diz que jogador precisa melhorar postura para voltar a ser relacionado

Abel Braga durante o clássico com o Flamengo: duras críticas a Wendel (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)

A ausência de Wendel no clássico contra o Flamengo, nesta quinta-feira, foi provocada pelo comportamento do jogador. Em entrevista coletiva após o empate em 1 a 1 no clássico, o técnico do Fluminense, Abel Braga, revelou que o volante vem se atrasando constantemente para os treinos e deu um ultimato ao jovem:

- Foi opção minha (a ausência de Wendel). A questão do Wendel é comportamento, chega atrasado todos os dias. Se não estiver compenetrado no momento da equipe... Estou muito à vontade para falar. Eu que puxei ele da base, coloquei para jogar, e eu que tirei agora. Ou ele aprende e se enquadra, ou não serve para a gente - afirmou Abel.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Wendel ganhou espaço nos profissionais do Flu em pouco tempo. Puxado por Abel em janeiro, após o fim da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o volante de 20 anos teve uma ascenção relâmpago: virou titular durante o Campeonato Carioca, foi o destaque do time em várias partidas e caiu de produção no segundo semestre. Para o Abel, Wendel está sendo mal assessorado neste momento.

- Primeiro que ele está muito mal assessorado. Ele vem sendo avisado todos os dias. Como entrou, ele saiu. Tem que fazer como hoje: Marcelo Chirol (preparador físico) me falou que ele chegou no horário no treino da manhã e foi o cara que mais se dedicou. Se não voltar a ser assim, não vai jogar. Meu time não concentra, mas tem responsabilidade. Quero homens. (Wendel) está mal assessorado - completou.

Entre a ascenção e a queda de produção, Wendel viu o seu nome envolvido em uma transferência para o Paris Saint-Germain, da França. De uma hora para outra, o volante saiu do anonimato para quase companheiro de Neymar, Daniel Alves e Marquinhos. A negociação parou nas últimas semanas e virou uma incógnita. Mas o treinador acha que

- Ele precisa olhar o clube com outros olhos. Não fiz mais do que a minha obrigação como treinador.

- Não pode chegar atrasado todos os dias e não ter uma vida condizente com o que se exige de um profissional. A equipe não vai passara a se concentrar por causa de um. Para resolver, eu tiro o jogador. Um atleta que chega ao nível do Wendel tem que ter discernimento. Quem o orienta precisa ajudá-lo a ser um jogador melhor.

- Se já está ou se vai para o PSG, é só mais um motivo. Já joguei lá, sei como é. Esta é a primeira vez que estou falando do assunto. É para ele sentir na carne. Ou se insere ou está fora do grupo.

CONFIRA AS OUTRAS RESPOSTAS DE ABEL BRAGA:

ANÁLISE DO JOGO E DO GOL DO FLA

Não teve falha. O Réver girou no zaguero. Foram 35 cruzamentos na nossa área, eles ganharam dois. Um com o Guerrero e o do gol. Uma falta que a gente acha que houve infração antes no Romarinho. Falta bem perto da linha lateral... olha onde ela foi batida. Eles foram avisados: não vai adiantar essa luta que tivemos hoje achando que esta tudo resolvido. Não está. Mas vimos que essa equipe renasceu. Dois jogadores foram esplêndidos no jogo: Richard e Marlon. O primeiro nunca disputou um clássico na vida e o garoto precsisava de uma atuação dessa. Ganhamos mais opções. Para todos foi uma supresa o gum entrar como titular e ele não será problema para domingo. Mesmo com alguns problemas, vamos colocar uma equipe que tenha essa vibração no próximo domingo.

RETORNO DO GUM
Domingo ele vai estar inteiro. Falei que ia colocá-lo. Nesse momento, tudo influência. Principalmente o mental. Por isso fomos a campo com uma equipe mais cascuda. Eles deram o máximo e vão melhorar. Não adianta achar que resolvemos algo. Temos que resolver os outros jogos também O Flamengo sabe que aqui a carne é dura. Não é fácil. E é assim que vamos encarar qualquer jogo daqui para a frente.

RECUO APÓS O GOL

Começamos sufocando. O Fla só saia no chutão. Ganhávamos a primeira bola, mas ela começou a passar e o Fla a ficar com a segunda. Isso jogou o nosso time para trás. Era normal eres irem com tudo no segundo tempo. Conseguiram empatar em uma jogada estranha. Me disseram que teve uma falta no Romarinho antes. Mas claro que tem mérito do Flamengo. Se não sai o gol ali, ficariam cruzando até agora. Me digam qual defesa o Cavalieri fez no segundo tempo? Acabou esse negócio de posse de bola decidir jogo. Tirei um meia e coloquei outro atacante. Não temos medo. Não digo que foi injusto, mas vimos um Fluminense diferente. Até o presidente comentou isso no vestiário.

ESPÍRITO

Se mantivermos isso... Não sei nem se é espírito, não sei explicar. Falei com eles: ''Quero 5% a mais de cada um''. Acham pouco? Já dá 50%. Estamos em um momento que sentimos aquela gripe chata, quando você quer levantar e não consegue sair da cama. Se cada um pensar um pouco mais positivo, vamos criar um pensamento positivo muito grande. Vai ser o nosso antídoto, o remédio para curar. Mostramos isso hoje. Se mostramos isso no domingo, vamos conviver bem com essa situação. Porque vamos sair dela.

AVAI NO DOMINGO

Não vamos esquecer da campanha do Avaí no segundo turno. Teremos dois desfalques por amarelo (Douglas e Lucas), eles também. Eles vêm conseguindo bons resultados fora de casa. Estamos muito atentos. Não vai adiantar achar que vamos resolver o jogo a qualquer hora. Fomos a Santa Catarina quando eles estavam bem e vencemos. Eles sofreram, passaram muito tempo na zona e estão se recuperando com jogos fantásticos. Todo cuidado é pouco. Não tem esse negócio de estar mais leve porque estamos fora do Z-4.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Henrique corre no gramado, e Wellington Silva é liberado pelo departamento médico
- Vozes da experiência: Gum, Dourado e Cavalieri comentam volta de Wendel
- Depois de sete anos de Flamengo, promessa Athirson acerta com Fluminense
- Após dormir no Z-4, Abel festeja alívio: "Graças a Deus foram poucas horas"
- Leia mais notícias sobre Fluminense em www.futnet.com.br/fluminense

Mais sobre - Fluminense