Publicada em 11/10/2017, às 13:53

Abel descarta Henrique no Fla-Flu. Voltando da seleção, Orejuela é dúvida

Recuperando-se de lesão na coxa, zagueiro não tem condições de jogar no clássico. Após compromisso pelas eliminatórias da Copa, volante equatoriano chega ao Rio nesta quarta

Renato Chaves e Gum em treino do Fluminense desta quarta-feira, 11/10 (Foto: Nelson Perez / Divulgação)

O Fluminense já tem um desfalque certo para o Fla-Flu desta quinta-feira, 17h, no Maracanã. Recuperando-se de uma lesão na coxa, o zagueiro Henrique ainda não tem condições de participar do confronto, válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. A ausência foi confirmada pelo próprio técnico Abel Braga, em coletiva no CT.

- Ele está fora, não tem condições. Os demais, todos treinam. Estão voltando. Menos os que passaram por cirurgia - disse o treinador.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Quem também pode não atuar no clássico é Orejuela. O volante autou os 90 minutos na partida entre Equador e Argentina na noite da última terça-feira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo e chega ao Rio de Janeiro nesta quarta. Perguntado sobre o tema, Abel desconversou:

- Não sei. Você consegue me falar se vai jogar o Cuellar, o Trauco e o Guerrero? Se o treinador de lá confirmar, eu confirmo.

Confira os principais tópicos da coletiva de Abel Braga





Sobre visita de Parreira
Hoje recebi uma visita cordial, uma pessoa querida. Tenho uma relação muito forte, desde pequeno na Penha. É o professor Perreira. Não necessitava, mas ele é um gentleman. Ele veio comunicar o motivo de não aceitar o convite para ser VP de futebol. Tem agenda cheia de compromissos até fevereiro. Depois, até brinquei sobre a Copa, ele possa aceitar. Ele está torcendo e colaborando para a gente sair dessa situação. Por saber que não está presente 100%, não pode aceitar.

Paulo Bhering como opção para VP de futebol
Trabalhou comigo em 2005, foi mais um amigo que fiz no futebol. Agora, não sou eu que escolho o VP. E não é momento de falar sobre isso. Vamos falar do jogo.

Fla-Flu desta quinta-feira
É complicado para os dois. O Flamengo não entrará no G-6 por causa desse jogo. Assim como o Fluminense não ficará no rebaixamento pelo clássico. Faltam 12 jogos. Agora, não resta dúvida que precisamos sair o mais rápido possível desse momento.

Pierre, Gum e Renato Chaves
São jogadores que estão voltando. Gum de longo tempo, Pierre faz um pouco menos. Eles treinaram. Renato talvez para o próximo jogo. Vamos analisar o que é melhor. Começa a chegar o momento em que não é só o lado técnico. Tem o emocional. Eles são vitoriosos. Vamos ver. Espero que no momento que eu chamar.

Vacilos do time nos finais dos jogos
Eu gostaria de terminar o jogo com 40 minutos. Grêmio, Vitória... Isso é concentração, momento. É segurar a bola na frente, fazer falta.

Participação do Flu em Torneio da Flórida
Claro, me perguntaram. A cada ano que passa a qualidade do torneio aumenta. Se divulga a marca internacionalmente. Corinthians faz, Atlético-MG... Fluminense foi o primeiro. Já reparou que os europeus fazem direto? O chato é que estando lá ou não estando vai ter de se começar 18 dias depois. A parte de exames será feita antes das férias.

Sobre conversa com organizadas
Não conversei pois já tinha falado com eles no aeroporto. Foi um negócio muito bom. Eles falaram que vão apoiar muito. O São Paulo dá um exemplo dessa união, após 17 jogos sem ganhar. Pelo o que fui informado, o nível foi muito bom. Veio muito apoio. Isso é legal.

Fase difícil do Flu
Não vamos usar isso como desculpa. Primeiro, não nos envolvemos em questões políticas. Fernando é uma pessoa que trabalha com a base faz muitos anos. Criamos amizade e relação, claro, a gente sente. No aeroporto, foi o torcedor. A gente tem de entender.Preocupa, é o momento, que está ruim. Tem coisas ridículas. Que eu estava em SP acertando ida aos Emirados Árabes. Outra que eu tinha vetado amistoso com PSG.

Trabalhar com garotos ou com craques?
O melhor é lidar com o clube que tem menos dinheiro. Eu sabia que seria assim, mas não sabia que a situação do clube era tão... Trabalhar com garoto é trabalhar com o patrimônio do clube, vai gerar dinheiro lá na frente. É melhor cobrar do garoto do que do craque.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Fluminense