Publicada em 10/10/2017, às 15:25

Após nova cirurgia no joelho esquerdo, Douglas deve ter alta até quarta-feira

Procedimento foi realizado "sem intercorrências", segundo o clube; meia já havia passado por operação no local em fevereiro e só voltará a campo em 2018

Douglas passa por nova cirurgia no Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

Mais de oito meses após romper o ligamento do joelho esquerdo e enfrentar uma primeira cirurgia, Douglas voltou à mesa de operação. O camisa 10 passou por novo procedimento na noite desta segunda-feira, no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, uma vez mais para a reconstrução ligamentar no local.

De acordo com boletim publicado no site oficial do Grêmio, a cirurgia realizado pelos médicos do clube Márcio Bolzoni e Felipe do Canto e "não apresentou intercorrências". O jogador deve ter alta até a quarta-feira. O meia teve de passar por nova operação devido a instabilidades no enxerto no primeiro procedimento.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Reincidente na grave lesão, o meia descartou a aposentadoria em uma postagem em sua conta pessoal no Instagram, na última quinta-feira. Superar a longa pausa, de oito meses, já era um desafio e tanto aos 35 anos. Agora, ganha um elemento a mais de dificuldade – e como – com a previsão de mais meio ano afastado dos gramados.

Com apenas dois jogos no ano, Douglas rompeu o ligamento do joelho esquerdo pela primeira vez ainda em fevereiro, em uma dividida com o garoto Tilica, durante um treinamento no CT Luiz Carvalho. Desde então, permaneceu o resto do ano em tratamento, até retomar os trabalhos com bola em agosto. O camisa 10 parecia prestes a voltar a ficar à disposição de Renato Portaluppi, mas voltou a sentir dor no local.



No final de setembro, o jogador iniciou o trabalho de retreinamento mais intenso sob o comando do preparador físico Rogério Dias, o Rogerinho. A expectativa era de contar com o atleta ainda em outubro. Mas a dor e a instabilidade do enxerto o tiram de combate ao menos até o primeiro semestre do ano que vem.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte