Publicada em 09/10/2017, às 15:03

Leandrinho retira pontos da cirurgia e se reapresenta ao Botafogo nesta semana

Ainda sem poder colocar pé no chão, jogador faz tratamento com aparelhos durante repouso e vai iniciar fisioterapia no clube provavelmente a partir de quarta-feira, quinze dias após a sua operação

Leandrinho foi operado pelo próprio Dr. Grangeiro duas semanas atrás (Foto: Divulgação)

A semana que começou com boas notícias para Roger poderá repetir a dose com Leandrinho. Nesta terça-feira, o meia irá retirar os pontos da cirurgia que reconstruiu o ligamento cruzado de seu joelho direito e será reavaliado pelo Dr. João Grangeiro, chefe do departamento médico do Botafogo. Se estiver tudo como planejado, o jovem meia, de 21 anos, se reapresentará ao clube na quarta para iniciar a fisioterapia quinze dias após operado.

Ainda sem poder pôr o pé direito no chão, Leandrinho passa a maior parte do tempo deitado. Televisão, video-game e Netflix fazem parte da rotina em casa com os pais e irmã, além da visita de amigos e namorada.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Mesmo de repouco, consegue continuar o tratamento com aparelhos indicados pelo clube: o "Game Ready", de termoterapia com água gelada, e o "Globus", que estimula a musculatura através de correntes elétricas.

Leandrinho se machucou na vitória do Botafogo por 2 a 0 sobre o Flamengo, no dia 10 de setembro, quando entrou em uma dividida forte com Cuellar, levou a pior e retirado de maca chorando muito. A demora para a cirurgia foi devido ao inchaço do joelho, que precisou de fisioterapia pré-operatória.

O jovem sofreu com outras lesões em 2017, mas todas musculares na coxa esquerda. No meio do ano, fez um trabalho forte de reforço, extraiu os sisos (problemas dentários podem afetar no rendimento muscular) e voltou zerado. Desde então não havia mais se machucado.



Leandrinho fez 16 jogos nesta temporada, com dois gols e uma assistência. O meia vinha sendo testado na linha dos volantes e tendo boas atuações, mas agora só poderá voltar a disputar posição em 2018.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte