Publicada em 09/10/2017, às 19:49

Kannemann diz que Grêmio não vai inventar e vê melhora "mais difícil" com lesões

Zagueiro afirma que receita é manter o mesmo trabalho do restante do ano, mas reconhece que ausências tornam tarefa de voltar a jogar bem mais complicada

Kannemann falou sobre momento do Grêmio (Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com)

Com o passar dos dias, se aproxima cada vez mais o retorno do Grêmio aos jogos. Tal cenário causa ansiedade na torcida para conferir se o bom futebol de outrora voltará a ser apresentado. O zagueiro Kannemann, em entrevista coletiva, afirmou que as lesões dificultam este caminho e lembrou que o time precisa manter o que vem sendo feito durante a temporada para retomar o desempenho de outros momentos.

O período foi utilizado para zerar alguns jogadores esgotados por conta da sequência de partidas e decisões no mata-mata – embora alguns tenham de fato se machucado no período, como Ramiro. O argentino também disse que o grupo não vai "inventar" e quer manter o padrão do que foi feito até aqui na temporada.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



– A preparação é mais uma questão de recuperar os jogadores que têm lesões, que vinham no limite. Tínhamos muitos. A parada serve para tentar recuperar, sanar os jogadores machucados. E tentar manter o nível, acho que não vamos inventar, não vai ser agora, depois de oito, 10 meses na Libertadores. Temos que fazer o que estamos fazendo, treinando forte, buscando todo o foco no jogo mais próximo e fazendo bons jogos até a Libertadores. Aí chegaremos bem – explicou o defensor.

Na caminhada pelo retorno às boas atuações, o Grêmio ganhou um obstáculo maior. As lesões em série complicam a colocação do time ideal para o técnico Renato Gaúcho, pelo menos para o jogo com o Cruzeiro. O zagueiro reconhece que esta situação torna mais difícil o ajuste da equipe.

– Tivemos casos de lesões, se bem que os companheiros que entraram deram conta, não é fácil manter o encaixe do time que vem jogando. Essa busca da perfeição fica mais difícil. Daqui para frente temos que tentar continuar fazendo o que estamos fazendo, treinar e colocar o foco no jogo mais próximo. E depois jogar bem, fazer o que já fizemos. Às vezes dá, às vezes não. Se não der, vamos tentar ganhar na vontade e na raça – completou Kannemann.



Nesta segunda-feira, o zagueiro fez um trabalho específico ao lado de Pedro Geromel, com jogadas pelo alto e orientação de cobertura. Ambos irão atuar novamente lado a lado após a suspensão do gringo. O Tricolor ainda treina na tarde desta terça antes do confronto com o Cruzeiro, às 21h45, na Arena.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte