Publicada em 29/09/2017, às 18:16

Fora do jogo contra o Atlético-PR, Luan revela motivo da ausência

O jogador, que passou boa parte da temporada no departamento médico, vive boa fase no Galo e será preservado do confronto no Paraná

(Foto: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG)

Apesar de o Atlético-MG não estar passando por sua melhor fase, Luan vem se destacando individualmente. Depois de ficar um bom tempo no departamento médico do clube por conta do histórico de lesões recorrentes, o jogador se estabilizou e completou oito jogos como titular, a última vez que havia estado tanto tempo em campo foi em 2015, quando atuou em dez jogos seguidos. Porém, o atleta não enfrentará o Atlético-PR, mas os torcedores podem se tranquilizar, porque a "folga" já estava nos planos da comissão.

- É mais por precaução. Vinha em sequência puxada e tinha reclamado de cansaço. O planejamento, todos sabiam que era isso. Temos um treinador novo e é claro que queremos jogar, para mostrar que temos condições. Mas estou tranquilo, porque o elenco é qualificado e todos podem dar o melhor - explicou o jogador durante coletiva após o treino desta sexta-feira.
Para ocupar a vaga de Luan, o técnico Oswaldo de Oliveira promoverá o retorno de Robinho ao time titular. Durante a atividade desta tarde, o time principal foi formado por Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson e Elias; Valdívia, Cazares e Robinho; Fred. Luan deve retornar na final da Primeira Liga, contra o Londrina, na próxima quarta-feira.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Após a apresentação de Oswaldo de Oliveira, o presidente Daniel Nepomuceno declarou, em coletiva de imprensa, que o principal objetivo do clube é alcançar estabilidade e avançar no Campeonato Brasileiro para garantir uma vaga na Libertadores de 2018. Luan concordou com a afirmação do mandatário e pediu foco da equipe para a sequência da competição.

- Em 39 pontos a serem disputados, temos a capacidade de conseguir cinco, seis vitórias consecutivas para poder colar ali. O G6 pode virar G8, pelo que vejo. Tem o Grêmio disputando a Libertadores. Torcer para o Grêmio ser campeão para poder abrir uma vaga. Tem o Flamengo disputando a Sul-Americana, fora outras equipes também. O que nos resta é trabalhar, esquecer essas equipes, e dar uma arrancada, que a gente já provou que a gente pode - concluiu.



Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte