Publicada em 28/09/2017, às 16:36

Edenílson cumpre profecia de colegas, supera "pressão" e faz 1º gol pelo Inter

Volante torna-se o último titular do time de Guto Ferreira a marcar com a camisa vermelha

Edenílson faz letra "M" com as mãos em homenagem a filhos (Foto: Ricardo Duarte / Inter, DVG)

Seis meses depois de ser anunciado como reforço colorado para a temporada, Edenílson, enfim, marcou seu primeiro gol. Ele abriu o caminho da vitória suada por 2 a 1 sobre o América-MG na noite de quarta-feira, que fez o Inter ampliar em três pontos a vantagem sobre o rival mineiro na ponta da tabela da Série B. O volante superou uma espécie de "pressão" entre os companheiros e tornou realidade o palpite de alguns deles.

Contratado junto ao Genoa, da Itália, em março, Edenílson já havia participado diretamente do triunfo sobre o Náutico, no último sábado, em Caruaru. Foi dele o cruzamento para Leandro Damião cabecear para a rede adversária no 1 a 0. Aquela foi a quarta assistência do
jogador pelo Colorado. Mas faltava o gol. Aliás, era o único titular da equipe de Guto Ferreira que buscava balançar a rede.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Então, aos 27 minutos do primeiro tempo do duelo na noite passada, acompanhou o cruzamento de D’Alessandro com a perna direita e subiu mais alto que o marcador para enfiar a cabeça na bola e tirar a "zica" do corpo. Segundo Edenílson, foi um lance profetizado por companheiros no vestiário. Em entrevista à TV Inter antes da partida, o lateral Cláudio Winck, em recuperação de uma lesão na coxa esquerda, apostou no volante.

– Legal saber disso. A gente tem um grupo, estava uma pressão. E hoje todo mundo falou: "Vai sair o gol do Ed". Teve uns quatro, cinco que disseram e saiu, graças a Deus. Queria dedicar também aos meus companheiros – afirmou o jogador à TV Inter.

"Muito especial. Não valeria muito se não viesse com a vitória. Então, fico muito feliz que veio o primeiro gol junto com os três pontos" (Edenílson)

Além de dedicar o gol aos colegas, o meio-campista lembrou dos filhos Murilo e Miguel. Na comemoração, fez a letra "M" com as mãos para lembrá-los. O aspecto familiar no elenco colorado inclusive foi lembrado por Edenílson. Gaúcho de natureza, foi um dos atletas que agregou os forasteiros para que não se sintam só em Porto Alegre.

– É muito legal. A gente formou um grupo de amigos fora do campo, se reúne bastante. Eu sou daqui, mas tem muita gente que não tem familiares aqui, não tem amigos. Então, é muito importante também essa amizade que temos aqui fora – comentou.

Mas a vitória diante do Coelho veio a muito custo. Depois do gol de Edenílson, os mineiros buscaram o empate e venderam caro a derrota, que veio somente aos 40 minutos do segundo tempo, nos pés de Nico López. O camisa 8 viu o triunfo como consolidação da campanha na Série B, porém, lembrou que não há tempo para comemorar.

– Nós sabíamos que era um jogo difícil, procuramos fazer aquilo que o professor Guto pediu. Acho que o mais importante eram os três pontos, até para consolidarmos essa campanha. E não tem muito tempo. Já tem o Santa Cruz no sábado e precisamos dos três pontos de novo – salientou.

Com a vitória, o Inter chega aos 51 pontos e tira três de vantagem do América-MG, em segundo. Na próxima rodada, atua novamente no Beira-Rio, contra o Santa Cruz, às 16h30 de sábado. O elenco se reapresenta na tarde desta quinta-feira.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Inter faz proposta e se aproxima de acerto com Roger como reforço para 2018
- Sócios do Inter terão acesso gratuito em despedida da Série B no Beira-Rio
- Camilo e Pottker destacam parceria em vitória do Internacional
- Após vitória, nem jogadores do Inter entendem gol anulado: "Apitou e paramos"
- Leia mais notícias sobre Internacional em www.futnet.com.br/internacional

Mais sobre - Internacional