Publicada em 11/08/2017, às 16:47

"Muito esperançoso", Ederson retira pontos e inicia quimio na segunda

Duas semanas depois de retirar de tumor no testículo, jogador do Flamengo vai começar tratamento que tem previsão de durar três meses: "Ele está muito bem", diz cirurgião Franz Campos

Ederson na coletiva de imprensa em que comunicou o problema de saúde: jogador mostra confiança em voltar ao futebol (Foto: Gilvan de Souza)

Afastado do futebol por tempo indeterminado, o meio-campista Ederson retirou os pontos da cirurgia para a retirada do tumor no testículo nessa quinta-feira. O jogador do Flamengo inicia a quimioterapia para tratar do câncer na próxima segunda-feira. A previsão é que o tratamento dure três meses.

O cirurgião Franz Campos, que acompanha o jogador no tratamento, contou que o atleta está "super bem", reagindo da melhor maneira ao início do tratamento.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

- Ele está muito bem, muito esperançoso e otimista. A cirurgia foi um sucesso. Se não fosse pela questão de ter que fazer a quimio já poderia até voltar a fazer atividades. Ontem retiramos os pontos da cirurgia e agora o próximo passo é começar a quimioterapia nesta segunda - contou o médico de Ederson.

A cirurgia foi realizada há exatas duas semanas. Nas palavras de Franz Campos, na coletiva de imprensa após a operação, a guerra de Ederson contra o câncer - na biópsia ficou constatado que trata-se de um tumor maligno no testículo direito - começou e a "a primeira batalha foi vencida". O tratamento começa na segunda-feira e funciona da seguinte maneira:

- Até três doses de quimioterapia por semana.

- Depois, 21 dias de descanso até nova sessão de quimio.

- A previsão é que o procedimento se repita por três meses.

De acordo com o médico, dependendo da reação do jogador às sessões de quimio, o departamento médico será consultado para que o jogador volte "minimamente" a fazer atividades físicas.

- A gente está falando de um atleta de alto rendimento, mas o tipo de atividade que pode fazer depende muito do paciente. Alguns sentem muito, passam mal, vomitam. Na semana da quimio, não é possível fazer nada. Porque são drogas venosas, como chamammos. Ele vai fazer a quimio e vai embora para casa - disse Franz Campos.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Em momento ruim no Brasileiro, Flamengo recebe o lanterna na Ilha
- Acusação grave! Ex-técnico do sub-20 do Fla fala em interferência da direção na escalação
- No Fla, Everton e Felipe Vizeu serão poupados contra o Atlético-GO
- Dicas, experiência e "rédea curta": Lincoln traça caminho para brilhar no Fla
- Leia mais notícias sobre Flamengo em www.futnet.com.br/flamengo

Mais sobre - Flamengo