Publicada em 14/07/2017, às 16:20

Alterações para mudar: Galo vai com novidades no domingo

Robinho pode ficar como opção (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Na saída do gramado na última quarta-feira, a tristeza de uma nova derrota em casa, por 1 a 0, para o Santos. Nas arquibancadas os gritos de “sem vergonha”. Justo com o time que há alguns anos era praticamente imbatível naquele mesmo domínio, o estádio Independência. Para tentar mudar essa realidade, o técnico Roger Machado vai fazer algumas alterações para o jogo contra o Atlético-GO, neste domingo.

A primeira é a volta de Adilson ao time titular. O volante foi responsável por ajudar o técnico Roger Machado no melhor momento que o clube viveu na temporada, jogando com três volantes, entretanto, com boa saída de bola. No esquema, Adilson ficava mais recuado com Elias e Carioca mais soltos para ajudar no ataque, mas ambos ajudando na recomposição.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

O problema é que com a lesão de Adilson, o Galo voltou a ter dificuldades. O jogador está liberado, mas não vem sendo escalado, por opção de Roger Machado, que decidiu dar mais oportunidades ao jovem Yago.



Resta ainda a dúvida, porém, quem sairá para a entrada de Adilson. Yago ganhou certo destaque nos últimos jogos. Já Carioca, tem mais experiência, entretanto, conta com pouco apoio do torcedor atleticano, que insiste em criticar o jogador.

Outra importante mudança que pode ocorrer é a saída oficial de Robinho do time titular. O jogador que foi poupado no último jogo, entrando no decorrer da partida, pode ficar de uma vez no banco e dar vaga para Marlone.

“Quando cheguei aqui, conversando com o Robinho, salientei que, na função que ele fez a vida toda, jogando pelo lado do campo, existe uma demanda de suporte tático, para que não a todo momento os volantes precisem fazer a cobertura lateral. Eu também pensava em utilizá-lo por trás do centroavante pela característica. Logo em seguida, ele machucou na Seleção. A gente passou a usar o Cazares por traz do centroavante. Quando o Robinho voltou, eu joguei algumas vezes com ele como um meia-atacante, mas, à medida que o Cazares se transformou em uma referência na posição, o Robinho foi deslocado para o lado do campo, na função habitual. A gente faz um sistema de cobertura para que não tenha a necessidade a todo momento de marcação, mas é importante que se faça esse papel também”, destacou Roger Machado.

Fonte: Gazeta Esportiva
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Fred divide responsabilidade por saída de Roger e fala de Micale no Galo: 'Estamos de braços abertos'
- Um terço do Campeonato Brasileiro já foi disputado. Veja balanço
- Carioca celebra reencontro com Leandro Donizete, mas quando o juiz apitar...
- Leia mais notícias sobre Atlético-MG em www.futnet.com.br/atletico

Mais sobre - Atlético-MG