Publicada em 20/04/2017, às 19:00

Cássio diz que estudou para pênaltis e quer 'mostrar quem manda' na Arena

Goleiro do Corinthians afirma que viu vídeos de cobradores do Internacional antes da eliminação da Copa do Brasil, mas lamenta que jogadores mudaram canto das batidas

Cássio quer o Corinthians forte no clássico contra o São Paulo (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

O Corinthians não treinou cobranças de pênaltis antes da decisão contra o Internacional, na Copa do Brasil, mas o goleiro Cássio diz que se preparou para uma eventual disputa, como aconteceu. Embora tenha defendido apenas uma cobrança na eliminação na última quarta-feira, o camisa 12 do Timão declarou que viu vídeos e estudou os cobradores colorados.

LEIA MAIS

- Corinthians projeta R$ 50 milhões em vendas de jogadores em 2018

- Alvo do Corinthians, Tréllez teve uma das maiores médias de gols do Brasileirão

- Corinthians fará os quatro primeiros jogos de 2018 no Pacaembu

- Além de Fagner, Cássio também tem renovação apalavrada com o Corinthians

- Leia mais notícias sobre Corinthians em www.futnet.com.br/corinthians




Segundo Cássio, ele não teve sucesso porque os atletas do Inter que bateram pênaltis mudaram o canto em cima da hora:

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



- Acho que isso (treinar) não influencia muito. Bater um pênalti aqui (no CT) e numa arena, como a do Corinthians, é diferente. Na verdade, eu estudei, mas os caras bateram em cantos diferentes (risos). Tanto que o pênalti que eu peguei foi no canto que eu vi que o menino batia. Alguns acabaram mudando na hora. Peguei também jogadores que esperam até o último momento, aí é mérito deles. Jogador que vai olhando para o goleiro até o final é bem complicado. Foi mais competência deles - comentou o arqueiro.

Cássio falou em esquecer a queda na competição nacional e se focar na semifinal do Campeonato Paulista, domingo, contra o São Paulo.



Apesar da vantagem de 2 a 0 obtida no primeiro jogo, no Morumbi, ele quer que o Timão se imponha em Itaquera:

- Temos vantagem, mas não podemos entrar em campo com ela. Estamos em casa, diante da nossa torcida, vamos lotar o estádio e, dentro de casa, temos de nos impor e mostrar quem manda em casa. Tem de jogar como se fosse 0 a 0 para ganhar essa classificação - declarou.





Fonte: Lance
Clique para ver a matéria no site fonte