Publicada em 17/04/2017, às 15:47

Abel minimiza baixas e pede bom público no Maraca contra o Goiás

Para o treinador, ausências de Diego Cavalieri e Henrique Dourado não serão problemas para o Fluminense diante do Goiás, no Maracanã, em partida decisiva pela Copa do Brasil

Diego Cavalieri foi expulso no último jogo e é desfalque contra o Goiás no Maracanã (Foto: Nelson Perez/Fluminense)

Diego Cavalieri, suspenso, e Henrique Dourado, lesionados, estão fora do jogo de amanhã, contra o Goiás, no Maracanã. Confiante na classificação do Fluminense para as oitavas de final, Abel Braga não deu grande importância aos desfalques, dando moral aos substitutos. No gol, a troca já está definida. Júlio César entra no lugar do camisa 12, enquanto a posição de atacante ainda está vaga.

- A ausência do Cavalieri (expulso no primeiro jogo) não tira meu sono. Não tem o que avaliar. Ganhamos até título com o Júlio César (Taça Guanabara contra o Flamengo). Nessa posição eu não tenho reserva. Tenho dois titulares - afirmou Abel após o treino de ontem.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Richarlison, que ficou fora do jogo de ida no Serra Dourada, ainda não tem o retorno garantido. A dúvida é se o camisa 70 atuará pela ponta, como vem sendo em 2017, ou será o substituto de Henrique Dourado. Se for assim, Marcos Junior deve ser mantido entre os titulares. Caso contrário, o jovem Pedro é a alternativa para ser a referência do Tricolor.



A definição será no treino de hoje, no CT Pedro Antonio. Independentemente da escalação inicial, o comandante promete ao torcedor um time determinado em avançar na Copa do Brasil. Em troca, Abel Braga espera o apoio das arquibancadas do Maracanã, com, pelo menos, 30 mil torcedores.

- Richarlison é um jogador fundamental. Com ele tenho uma presença maior na área. Vamos pensar como vai ser, ele pode jogar aberto ou enfiado. É fundamental para nós que ele esteja pronto. Ele quer jogo, vamos avaliar se ele poderá jogar - explicou Abel.

Confira outras respostas do Abel Braga na coletiva desta segunda-feira:

Depois dos problemas com a arbitragem no jogo de ida, no Serra Dourada, qual a expectativa para a partida no Maracanã?

Jogo passado foi muito injusto. Mesmo jogando com 10 jogadores por tanto tempo, fomos uma equipe que recebeu um critério diferente da arbitragem nos cartões. Nós poucos conseguimos chegar ao ataque porque o time deles sempre parava a jogada na falta. O árbitro, infelizmente, foi conivente. O Aylon já falou tudo o que precisava dele. Eu não quero falar mais.

O apoio do torcedor, como foi no último jogo no Maracanã, pode ser fundamental para o Fluminense conseguir a classificação na Copa do Brasil?

Houve muita mudança (em relação ao ano passado). Hoje, o torcedor sabe que vai para o estádio ver um um time com alma, vibrante em campo. Começamos o jogo começa com uma situação adversa. Será fundamental ver o Maracanã como nós vimos contra o Liverpool. O que queremos ver, pelo menos, 30 mil torcedores. Lógico que vamos tentar ter uma atuação igual.

Já da para projetar a semifinal do Campeonato Carioca contra o Vasco? O Fluminense tem a vantagem do empate...

O jogo (contra o Vasco) vai ser no sábado. Até lá, vamos ver o que nós temos de melhor e colocar para jogar. O Vasco cresceu, melhorou (desde o último confronto). Vi só o segundo tempo (da final da Taça Rio contra o Botafogo). Vi o (primeiro tempo) da Ponte Preta, estava melhor. Na hora é melhor não ver para não embaralhar.

Fonte: Lance
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Com promoções, Flu convoca torcida para partida contra o Corinthians
- Aos 18 anos, Mascarenhas não se intimida com titularidade no Flu: 'Idade fica no papel'
- Após saídas, Fluminense tenta esvaziar departamento médico
- Clássico Vovô no Maracanã dá mais um prejuízo ao Fluminense no BR-17
- Leia mais notícias sobre Fluminense em www.futnet.com.br/fluminense

Mais sobre - Fluminense