Publicada em 05/04/2017, às 09:24

Vitória em estreia ressalta qualidades não testadas do Cruzeiro em 2017

Time soube se reinventar e virar após ter levado o gol no comecinho da partida

Ábila foi decisivo na vitória do Cruzeiro sobre o Nacional-PAR (Foto: Yuri Edmundo/Light Press)

O Cruzeiro encontrou muitas dificuldades para vencer o Nacional-PAR por 2 a 1, no Mineirão, na estreia dos dois times na Copa Sul-Americana. A posição da equipe paraguaia no campeonato local fez com que a torcida cruzeirense imaginasse que a Raposa teria vida fácil. O Nacional-PAR é o vice-lanterna da competição. Não foi o que se viu em campo, pois a equipe paraguaia se mostrou bem organizada, com jogadores experientes e que sabem tocar bem a bola.

O fato de o Cruzeiro ter tido problemas para vencer mostrou dois fatos positivos do time: a capacidade de reação e a versatilidade do elenco. Esta foi apenas a segunda vez em 19 jogos em 2017 que o Cruzeiro saiu atrás no placar. A outra vez foi diante do Uberlândia, no Parque do Sabiá. Em ambas, conseguiu a virada, só que na partida do Triângulo Mineiro, cedeu o empate nos descontos. Contra os paraguaios, num jogo importante, marcando a estreia em uma competição internacional, Thiago Neves e companhia tiveram frieza e inteligência para colocar a bola no chão, após sofrer o gol com apenas quatro minutos, e buscar a virada.

Outro ponto importante foi a capacidade do time se reinventar durante a partida. Jogando sem um centroavante fixo, o Cruzeiro teve bom desempenho até empatar, mas depois começou a sentir dificuldades. O Nacional-PAR congestionou a entrada da área, e Rafael Sobis teve que sair demais. Em pelo menos três oportunidades, faltou a presença de alguém para empurrar a bola para dentro do gol, na pequena área dos paraguaios.

Leia Mais
- Mano leva T. Neves ao clássico, mas não confirma titularidade no Cruzeiro
- Mano foca em "detalhes importantes" e revela que vai levar Thiago Neves para o clássico
- Robinho participa de treino às vésperas do clássico e é aplaudido por companheiros
- Nepomuceno confirma jogo com torcida única e recebe crítica da Raposa
- Leia mais notícias sobre Cruzeiro em www.futnet.com.br/cruzeiro

Quando Ábila entrou, Sobis recuou, e o Cruzeiro voltou a incomodar. Tanto que o gol da vitória foi típico de um centroavante. O argentino lutou contra dois zagueiros, e, mais na base da raça do que da técnica, conseguiu marcar superar a marcação e empurrar para às redes.

Além de tudo isso, o Cruzeiro chega à 20ª partida consecutiva sem perder, sendo 19 este ano. Na atual temporada, foram 15 vitórias e quatro empates. O jogo desta terça foi pela quarta competição do ano. O Cruzeiro já entrou em campo pelo Campeonato Mineiro, pela Primeira Liga, pela Copa do Brasil.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Cruzeiro