Publicada em 05/04/2017, às 09:50

São Paulo estreia na Sul-Americana em duelo de discípulos de Sampaoli

Jogo contra o Defensa y Justicia, na Argentina, coloca frente a frente Rogério Ceni, que ainda estuda materiais do técnico do Sevilla, e Sebastián Beccacece, auxiliar do argentino por 13 anos

Ceni passou uma semana assistindo aos treinos de Sampaoli em outubro do ano passado (Foto: Divulgação)

Com um pouquinho de atenção, será possível enxergar no duelo entre Defensa y Justicia, da Argentina, e São Paulo, às 19h45 (de Brasília) desta quarta-feira, muitos traços de Jorge Sampaoli.

É que a estreia das equipes na Copa Sul-Americana confrontará dois técnicos que beberam na fonte do badalado técnico argentino. De um lado, Rogério Ceni, 44 anos, passou uma semana com ele no Sevilla, em outubro do ano passado, quando comandar o São Paulo era apenas um projeto. Do outro, Sebastián Beccacece, apenas 36 anos, auxiliar de Sampaoli por 13 anos, em times do Peru, Equador e Chile, e na seleção chilena.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

– Estive por muitos anos com o Jorge e o desenvolvimento foi importante. Agora, o presente é o Defensa. Estou muito feliz por estar aqui. O Rogério foi ver o Jorge no Sevilla e tem intenção que sua equipe jogue. Ele quer ver seu time propor, busca recuperação imediata ao perder a bola e joga com amplitude pelos lados. Será um lindo desafio – afirmou Beccacece, entre mais elogios a Ceni:



"O Rogério tem intenção que sua equipe jogue. Ele quer ver seu time propor, busca recuperação imediata ao perder a bola e joga com amplitude pelos lados", disse Sebastián Beccacece.

– O São Paulo é um dos maiores times sul-americanos e tem um treinador com uma filosofia muito particular. Tenho argumentos de sobra para pensar que é um sério candidato nesta competição. Vamos sustentar o funcionamento coletivo para neutralizar essas potencialidades.

É obviamente incomparável a diferença de proximidade de um e outro com a fonte inspiradora. O argentino se formou diariamente ao lado de Sampaoli. Mas Ceni não viveu só daquele breve estágio. Até hoje, o ídolo tricolor estuda materiais enviados por um dos auxiliares de Sampaoli no Sevilla, o analista Jesús Olivera. Eles se conheceram na passagem do brasileiro pela Espanha.

Numa noite durante o Campeonato Paulista, por exemplo, Ceni analisou vídeos de marcação pressão, um dos preceitos de todos os profissionais envolvidos no jogo desta quarta.

A curta carreira é outra semelhança entre os dois. Rogério assumiu o São Paulo em novembro do ano passado, mas só estreou em 2017. Repetir seus feitos como atleta, quando se tornou o jogador com mais jogos e títulos pelo clube, e o goleiro com mais gols na história do futebol, é um desafio duríssimo e longo. Por enquanto, ele tenta apenas se desvencilhar da antiga carreira para se firmar na nova.

"Contratado" por Jorge Sampaoli quando tinha 22 anos, Beccacece decidiu seguir carreira solo no fim de 2015, depois de ganhar, ao lado do mestre, a Copa América pela seleção chilena. A primeira experiência foi um fracasso, e na Universidad de Chile, clube no qual a dupla ganhou títulos e respeito pelo padrão de futebol.

Os esquemas táticos de Defensa y Justicia e São Paulo são diferentes. Beccacece tem usado o 3-5-2, enquanto Ceni é adepto de um 4-3-3 que, muitas vezes, se defende num 4-1-4-1. Encaixar seu sistema de jogo contra uma equipe de três zagueiros é o desafio que tem tomado o tempo do ex-goleiro nos últimos dias.

Apesar das diferenças, as ideias básicas de Sampaoli estão nos dois times: posse de bola, marcação na saída de bola do adversário, passes verticais, em direção ao gol, velocidade... A estratégia e a qualidade dos jogadores serão decisivas para ver qual dos pupilos sairá vencedor.

Veja mais informações sobre o próximo jogo do São Paulo:

Próximo adversário: Defensa y Justicia, da Argentina
Local: estádio La Fortaleza, em Lanús (ARG)
Data e horário: quarta-feira, às 19h15 (de Brasília)
Escalação provável do São Paulo: Denis, Lucão, Breno e Rodrigo Caio; Araruna, Jucilei, João Schmidt e Buffarini; Shaylon, Chavez e Pratto
Escalação provável do Defensa y Justicia: Gabriel Arias, Silva, Bareiro e Barboza; Rivero, Gutiérrez, Miranda, Castellani e Delgado; Bouzat e Kaprof (Stefanelli)
Desfalques: Renan Ribeiro, Thiago Mendes e Luiz Araújo (poupados), Sidão (lombalgia), Bruno (entorse no tornozelo direito), Edimar, Lucas Fernandes e Cueva (estiramento na coxa esquerda), Cícero (dores na canela esquerda), Maicon, Lugano e Wesley (suspensos)
Arbitragem: Jesus Valenzuela, auxiliado por Luís Sanchez e Tulio Moreno (todos da Venezuela)
Transmissão: Fox Sports
Tempo Real: no GloboEsporte.com, a partir das 18h15

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Hernanes de olho: Gomez tenta provar que merece ficar no time
- Em treino cheio de incentivo, Dorival cobra mais velocidade no São Paulo
- Hernanes chega ao Brasil com festa da torcida tricolor: 'O Profeta voltou'
- Boca supera italianos e São Paulo venderá Centurión aos argentinos
- Leia mais notícias sobre São Paulo em www.futnet.com.br/saopaulo

Mais sobre - São Paulo