Publicada em 05/04/2017, às 21:55

Luan segura o choro, se despede do Vasco e diz: "Ainda vou voltar"

Zagueiro agradece pelos 11 anos em que recebeu carinho em São Januário e conta que ida para o Palmeiras faz parte de um planejamento de carreira

Luan segura o choro, se despede do Vasco e diz:

Depois de 11 anos, Luan mudará de casa. Sai São Januário, entra a Arena Palmeiras. Nesta quarta-feira o zagueiro se despediu dos amigos e funcionários, muitos deles que o conhecem desde que chegou ao clube, com apenas 13 anos. Na entrevista do adeus, ele se emocionou várias vezes. As lágrimas teimaram, mas ele segurou firme.

Luan viaja ainda nesta quarta-feira para São Paulo, onde finaliza os detalhes para ser apresentado ao Palmeiras, que vai pagar R$ 10 milhões em cinco parcelas. O Vasco manterá um percentual - não divulgado - dos direitos.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

- Passei o tempo inteiro pensado "não vou chorar". E acho que não vou não, porque me preparei bastante. Penso nesses 11 anos e fico feliz, deu tudo certo. Cheguei cheio de incertezas. Tudo aconteceu muito rápido... fui campeão, convocado para seleção principal. Consegui vários objetivos levando o clube junto comigo. O clube me ajudou a chegar nesses objetivos - disse o defensor.



O zagueiro de 23 anos afirmou que está nos seus planos um retorno a São Januário. São não sabe daqui a quanto tempo.

Confira mais trechos da entrevista de Luan:

Camisa de presente para agradecer
Trouxe uma camisa para entregar a eles (Euriquinho e Eurico) como um agradecimento. Agradeço também a todos os funcionários. O Vasco é minha casa e sempre vai ser. Que me recebam bem quando eu voltar. Saio sem ter divergência com ninguém. Hoje muitas pessoas me abraçaram. Estou indo para um novo desafio, minha vida é assim.

Neogociação com o Palmeiras
A coisa ficou um pouco mais quente de uns dois, três dias para cá. Dormi um pouco mal. Estou saindo da minha casa. Mas vou fazer lá um bom ambiente também. O que pesou foi um plano de carreira. Foi uma decisão conjunta nossa. O sentimento é de estar saindo de perto de pessoas que você ama e estar indo para outro. Tenho 11 anos no clube e estou saindo de cabeça erguida, pela porta da frente. Saio um homem, casado, com 23 anos. Devo muito ao Vasco."

Passagem de bastão para o jovem Ricardo
Essa frase eu sempre via (Enquanto houver um coração infantil, o Vasco será imortal) . E hoje sentei ali no campo para tirar uma foto olhando para ela. Posso dizer que vão chegar outros bons ou melhores que o Luan. O clube vai sempre ficar, é maior que todos. Teremos outros zagueiros. Dedé passou a bola para mim, e vou passar para o Ricardo.

Último contato com os companheiros
Foi difícil a despedida. O Palmeiras me deu um planejamento grande. Deixo muitos amigos. O Henrique chegou e falou: "Sério que você vai nos deixar mesmo? Com quem vou concentrar?". Fico feliz de ouvir isso deles. O que deixo para eles é que deem a vida pelo Vasco. Já já eles vão poder retribuir também. Minha saída é uma retribuição do investimento que o clube fez em mim.

Vasco agora como adversário
A parte difícil também é saber que vou encontrá-los, mas não estaremos no mesmo lado. Mas vou sempre estar no Rio quando estiver de folga. Sem meus amigos eu não chegaria onde eu cheguei. Alguns torcedores não entendem, mas vão entender em algum momento. Agradeço aos que entendem.

Relação com o Vasco
Sempre que eu vesti essa camisa, dei minha vida. Beijava a Cruz de Malta e ia. Não vou falar mais senão eu choro e me prometi que não ia chorar (risos).

Agradecimento pelo tratamento que recebeu desde a infância
Meu pai me ligou ontem. Eu disse que poderia acontecer hoje (a despedida). Me pediu para falar uma coisa: "agradeça publicamente porque você estudou lá, dormiu lá, se alimentou lá... eles te abrigaram. Hoje o Vasco é mais sua casa do que aqui".

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Cruzeiro anuncia a contratação de zagueiro ex-Flu
- Com problema no púbis, Bolaños pode passar por cirurgia em dezembro
- São Paulo se interessa por Marcos Rocha, lateral do Atlético-MG
- De olho em 2018, Grêmio pretende renovar com Léo Moura e Cortez

Últimas