Publicada em 05/04/2017, às 12:09

Henrique espera jogo duro diante do Liverpool, mas quer levar vantagem para o Uruguai

Zagueiro e capitão do Fluminense comenta a expectativa para a estreia na Copa Sul-Americana diante do Liverpool, nesta quarta-feira, às 21h45, no Maracanã

Nelson Perez/ Fluminense F.C.

Chegou a hora. Depois de cinco meses, o Fluminense está de volta ao Maracanã nesta quarta-feira e para um duelo que vale demais: estreia diante do Liverpool, do Uruguai, na Copa Sul-Americana. Brasileiros e uruguaios chegam em momentos opostos para o confronto. O Tricolor, comandado por Abel Braga, faz ótimo - e até surpreendente - início de 2017. O rival, por sua vez, só venceu um jogo em nove do campeonato nacional, ocupando a 14ª posição - são 16 times na primeira divisão.

Para o capitão Henrique, o momento do Liverpool não vai significar um jogo fácil no Maracanã. O camisa 3 alertou para alguns perigos do adversário, mas, após o treino de terça-feira, afirmou que o Fluminense buscará uma grande vantagem para levar ao Uruguai. O jogo de volta só acontecerá em 10 de maio, em Montevidéu.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

- Cada competição é diferente. Agora é mata mata, então esperamos um jogo dificil, como sempre é quando se trata de Sul-Americana. É complicado, vemos os vídeos, mas, às vezes, os jogadores não são aquilo que aparentam. Esperamos dois jogos complicados. Tem dois jogadores na frente de qualidade, que podem fazer a diferença, eles tentam a bola longa. São algumas coisas que estamos fazendo nos treinamentos para que a gente possa neutralizá-los e conseguir a vitória - disse Henrique, antes de seguir:



- Temos a possiblidade de neste primeiro jogo, diante da nossa torcida, fazer um grande um jogo e levar um grande resultado para a segunda partida, não matar o confronto. Lá será difícil jogar. Temos que fazer bem feita a nossa parte dentro de casa. Mesmo sabendo das dificuldades, temos todas condições de conseguir um grande resultado.

A volta ao Maracanã também foi celebrada pelo capitão do Fluminense. A última partida do Tricolor no estádio foi em novembro, contra o Atlético-PR, no empate em 1 a 1 pelo Campeonato Brasileiro. Na visão de Henrique, até os adversários vão estar animados em jogar no Maraca, que será palco de grande festa da torcida. Na última parcial divulgada pelo clube, mas de 26 mil ingressos haviam sido vendidos.

- Todos querem jogar no Maracanã, até mesmo a equipe do Liverpool. Todo mundo aqui já mostrou qualidade para entrar e fazer a diferença, então quem entrar em campo vai se doar ao máximo para que a gente consiga um bom resultado - afirmou Henrique, finalizando sobre a postura do time no duelo desta quarta-feira:

- Somos um time ofensivo, então lá atrás, sendo um time leve e solto, às vezes, as coisas não acontecem como queríamos. Mas estamos sempre fazendo gols e buscando nos treinos melhorar para não sofrer gols que lá na frente eles estão resolvendo as partidas. As coisas vão acontecendo aos poucos, estamos em um início de trabalho ainda.

Confira as demais respostas de Henrique:

EXPECTATIVA PARA O JOGO
Acho que só pelo fato de ser a Sul-Americana já existe a expectativa. É um campeonato importante, que nos dá a vaga na Libertadores. Sabemos da dificuldade que vai ser o jogo, mas estamos preparados para isso. Desde o começo do ano estamos nos dedicando nos treinos e jogos e agora, nessa competição importante, estamos prontos para dar um grande passo.

CLIMA
Se tratando de Sul-Americana é sempre um jogo diferente, vale Libertadores, é mata-mata, jogos contra uruguaios são sempre difíceis. Não só o Abel, estamos todos entusiasmados. Queremos dar um pontapé inicial bom. Estamos preparados, sabendo o que fazer dentro de campo e com o pensamento positivo de voltar ao Maracanã, com o apoio da nossa torcida, não tem maneira melhor.

JOVENS PRONTOS PARA A COMPETIÇÃO
Já enfrentaram um Fla-Flu, um clássico que mexe com todas as emoções, então estão todos prontos. No Fluminense, a base é boa, parece que eles já vêm com experiência. A gurizada está dando dando conta do recado. O Abel passa confiança e estão correspondendo. É um jogo diferente, mas todo mundo está pronto para fazer um bom jogo. Todos estão mostrando dentro de campo o potencial. Já enfrentamos jogos difíceis esse ano e fomos bem. Amanhã não vai ser diferente.

PRESSÃO PELA COMPETIÇÃO SER PRIORIDADE PARA A DIRETORIA
Não incomoda. Sempre vai existir essa responsabilidade em time grande. Sempre vamos entrar em campo para vencer, em busca de títulos nas competições grandes. Já mostramos as condições que temos. É seguir fazendo o nosso trabalho sério.

DISPUTA ENTRE DOURADO E PEDRO
O que prevalece é a opção do treinador. Quem ele colocar vai fazer de tudo para ajudar, se dedicar ao máximo para que a gente consiga um bom resultado.

Fonte: Lancenet
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Com promoções, Flu convoca torcida para partida contra o Corinthians
- Aos 18 anos, Mascarenhas não se intimida com titularidade no Flu: 'Idade fica no papel'
- Após saídas, Fluminense tenta esvaziar departamento médico
- Clássico Vovô no Maracanã dá mais um prejuízo ao Fluminense no BR-17
- Leia mais notícias sobre Fluminense em www.futnet.com.br/fluminense

Mais sobre - Fluminense