Publicada em 05/04/2017, às 23:48

Flu volta ao Maracanã com festa da torcida e vitória sobre Liverpool-URU

Equipe de Abel Braga faz 2 a 0 na estreia da Copa Sul-Americana e leva boa vantagem para a partida de volta, somente no dia 10 de maio, em Montevidéu

Henrique Dourado abriu o placar no Maracanã (Foto: Luciano Belford/AGIF)

Um reencontro perfeito. A torcida do Fluminense voltou ao Maracanã depois de cinco meses e não poderia ter tido uma noite melhor. Na estreia da Sul-Americana, o time de Abel Braga teve mais uma boa atuação e fez 2 a 0 no Liverpool, do Uruguai. A classificação para a segunda fase está encaminhada, mas a partida de volta é só em 10 de maio, em Montevidéu.

O entusiasmo com o retorno ao palco era grande, mas o Tricolor não entrou tão ligado. Após vacilo na saída de bola, o Liverpool por pouco não abriu o placar. Latorre, em posição de impedimento, ficou com o rebote de Cavalieri e chutou por cima. Sorte do árbitro que o gol não saiu.

O susto fez bem ao Flu. O domínio passou a ser total e Wellington Silva, pela direita, infernizou a defesa uruguaia. O camisa 11 partiu para cima e só foi parado com falta por Almeida e Freitas. Na terceira arrancada, não teve como parar. O atacante foi na linha de fundo e Henrique Dourado, com uma solada, ceifou: 1 a 0.

Leia Mais
- Fred revela que planejava se aposentar no Fluminense
- Dourado volta contra o Brasil de Pelotas, e Abel estuda utilização de outros titulares
- Poupados? Wellington Silva e Lucas se põem a serviço de Abel para Liga
- Não solta mais: Cavalieri encara decisões para reconquistar prestígio
- Leia mais notícias sobre Fluminense em www.futnet.com.br/fluminense

Tirando uma bola ou outra alçada na área de Cavalieri, o Liverpool só teve a bola no campo ofensivo quando a defesa tricolor deu alguma vacilada. Especialmente Renato Chaves.

Então, Abel resolveu inverter Wellington Silva e Richarlison. O segundo não ia bem pela esquerda, e a mudança fez bem. Em seu primeiro lance, o camisa 19 invadiu a área e arrumou escanteio. Na cobrança, a bola ficou viva dentro da área e Richarlison empurrou para dentro, fazendo seu sétimo gol na temporada. O Tricolor foi para o intervalo com a vantagem de 2 a 0, mas cabia mais.

O cenário - já favorável ao Flu - ficou ainda melhor quando Freitas acertou um chute na nuca de Henrique. Expulsão justa, ao cinco minutos, e Liverpool com um a menos.

O Flu tinha o segundo tempo inteiro para, se não resolver o confronto, levar uma vantagem gigante para o Uruguai, mas o time demorou para acelerar o jogo. O lateral Léo foi o mais incisivo, mas errou a maior parte dos cruzamentos. O trio de atacantes - todos pendurados e desgastados - baixou o ritmo. Abel Braga, então, apostou em sangue novo: Lucas Fernandes e Pedro entraram nos lugares do camisa 11 e 9.

Cavalieri seguiu sem trabalhar, mas o goleiro rival também não era ameaçado. A torcida no Maraca pediu mais um gol, e Abel apostou em Calazans, mas o placar seguiu inalterado. Cabia mais, Fluminense.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2X0 LIVERPOOL-URU

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 5/4/2017, às 21h45
Árbitro: Eber Aquino (PAR)
Assistentes: Juan Zorrilla (PAR) e Dario Gaona (PAR)
Renda/Público: R$ 1.030.970,000 / 34.017 pagantes (37.145 presentes)
Cartão amarelo: Wellington Silva, Richarlison e Henrique Dourado (FLU); Christian Almeida e Royón (LIV)
Cartão vermelho: Gonzalo Freitas (LIV)
GOLS: Henrique Dourado (23'/1ºT) e Richarlison (38'/1ºT)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo (Marquinhos Calazans, 37'/2ºT); Wendel, Orejuela e Sornoza; Wellington Silva (Lucas Fernandes, 26'/2ºT), Richarlison e Henrique Dourado (Pedro, 26'/2ºT) - T: Abel Braga.

LIVERPOOL: Guillermo De Amores; Andrés Rodales, Platero, Martín Díaz e Christian Almeida; Gonzalo Freitas, Latorre, Santiago Vieira e De La Cruz (Gustavo Viera, 45'/2ºT); Gustavo Aprile (Federico Martinez, 36'/2T) e Royón - T: Alejandro Bertoldi.

Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Fluminense