Publicada em 04/04/2017, às 16:17

Montillo lembra morte de torcedor do Bota e faz apelo por paz nos estádios

Meia do Botafogo participa de campanha contra a violência no futebol. Felipe Vizeu, do Flamengo, diz que paixão e rivalidade não são motivos para brigas de torcidas

Montillo participa de campanha por paz nos estádios (Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

Classificados para as semifinais da Taça Rio e do Campeonato Carioca, representantes de Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco participaram nesta terça-feira de uma campanha por paz nos estádios. O argentino Montillo, do Botafogo, lembrou da morte de um torcedor alvinegro nas imediações do Engenhão, momentos antes do clássico contra o Flamengo, no dia 12 de fevereiro. O meia argentino pediu que os torcedores não entrem em brigas e apenas apoiem suas equipes.

- Primeiro, o exemplo tem que ser nosso. Depois, o que aconteceu entre Flamengo e Botafogo é ruim para todos. Era para ser uma festa, um clássico que todos nos Rio estavam esperando para acontecer. E, minutos antes de começar o jogo, acontece uma coisa dessas. Tomara que a polícia atue contra as pessoas que fizeram isso. E que não aconteça mais, que seja um futebol tranquilo, de paz, de família. O futebol tira muitas crianças da rua. Todos os esportes, não só o futebol. Mas o futebol é o primeiro esporte aqui no Brasi. Primeiro, nós temos que dar o exemplo dentro de campo. A torcida tem que ir para torcer, não para brigar. Brigar não ganha três pontos. Torcendo, ajudando o time, talvez sim - disse o camisa 7 do Botafogo.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

O atacante Felipe Vizeu, do Flamengo, afirmou que a paixão por um clube e a rivalidade entre os quatro grandes não são motivos para a violência.



- A gente sabe que o futebol envolve muitas coisas, a paixão. O mais importante é a gente continuar com essa ação, com essa colaboração, para ter paz nos estádios. A gente, entre atletas, se conhece. Tem a rivalidade, é óbvio, temos que defender a nossa camisa. Mas a gente torce que, a cada dia, tenha mais paz nos estádios, poder juntar mais as torcidas. Isso vai ser gratificante para todas as equipes (...) Não podemos levar nenhum espírito de vingança, ou alguma coisa assim, para os jogos. A gente tem que defender a camisa com muita vontade, muita garra, mas sempre com lealdade. Tem profissionais no lado de lá e no lado de cá. A gente tem que continuar focando nessa semana de treinamentos, para que a gente possa fazer um grande jogo. E que não aconteça nada de ruim no estádio, nem com atleta nenhum - disse o rubro-negro.

O Flamengo enfrenta o Vasco no sábado, pela semifinal da Taça Rio. No dia seguinte, o Botafogo duela com o Fluminense. As duas partidas ainda não têm local definido.

Fonte: SporTV
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Botafogo troca seis jogadores para o jogo contra o Atlético-GO
- Lindoso busca valorizar grupo atual e usa Marcos Vinícius como exemplo
- Jair confirma Gatito e Arnaldo fora e fala sobre Camilo: 'Decisão foi dele'
- No papel: Jefferson assina renovação com o Botafogo até o final de 2018
- Leia mais notícias sobre Botafogo em www.futnet.com.br/botafogo

Mais sobre - Botafogo