Publicada em 04/04/2017, às 11:47

Linense questiona renda das quartas no Morumbi; São Paulo tira dúvidas

Presidente do clube do interior, José Hugo Moreira entra em contato com o Tricolor para tirar dúvidas do borderô: "Os dois jurídicos conversaram e ficou tudo certo"

Público do jogo do Linense como mandante no Morumbi esteve abaixo do esperado (Foto: Marcos Ribolli)

O presidente do Linense, José Hugo Moreira, questionou o São Paulo sobre a renda da partida do último domingo, válida pelas quartas de final do Campeonato Paulista. O time do interior decidiu mandar o jogo na casa do Tricolor e dividir o lucro das duas partidas (de ida e volta), mas não ficou satisfeito com a renda líquida de R$ 125.393,20 (R$ 62.696,60 para cada).

– No borderô apareceram algumas rubricas que a gente estranhou. Nosso jurídico vai fazer questionamentos e vamos levar para o São Paulo. Nós nos baseamos no borderô de um jogo anterior e vimos uma diferença. De qualquer maneira, não quero transformar o jogo em uma guerra por renda – disse o presidente do Linense ao "O Estado de S.Paulo".

Em entrevista à ESPN, porém, José Hugo Moreira afirmou que se acertou com o Tricolor e tirou todas as dúvidas que tinha em relação ao borderô.

Leia Mais
- Confira os brasileiros com mais gols nas ligas européias e os principais artilheiros!
- Ceni fala em diminuir elenco do São Paulo para 29 jogadores, e base pode perder espaço
- Ceni vai atrás de novas alternativas e põe jogo contra Cruzeiro como exemplo
- Ceni fala em criar novas alternativas e diz que reforço agora só de peso
- Leia mais notícias sobre São Paulo em www.futnet.com.br/saopaulo

– Tivemos uma conversa com o São Paulo para falar do balanço da partida. Surgiram algumas dúvidas, os dois jurídicos conversaram e ficou tudo certo. Falei das dúvidas que tinha, elas foram sanadas e chegamos a um acordo – falou o dirigente.

De acordo com a reportagem do jornal, um dos jogos apontados pelo clube do interior foi São Paulo x Mirassol, no qual o público pagante foi de 43.961, com renda líquida de R$ 839.869,86. A maior diferença, nesse caso, está no item “despesas diversas”. Contra o Mirassol, o custo disso foi R$ 61.112,94. E no jogo em que o Linense foi mandante no Morumbi o valor foi R$ 97.311,71.

– Após o jogo, os funcionários da área financeira dos dois clubes checaram esses valores juntos – disse o São Paulo, em nota ao jornal.

Segundo o Tricolor, além dos custos operacionais normais de uma partida, o clube precisou contratar serviços à parte, como limpeza, segurança, buffet. O motivo: o clube só tem acordo com essas empresas para as partidas como mandante e a expectativa, por ser jogo decisivo, era de um público maior ao registrado (15.480).

A decisão de jogar no Morumbi foi da diretoria o Linense, na tentativa de conseguir uma renda extra para o segundo semestre. O jogo de volta no próximo sábado, às 16h, será novamente no Morumbi, mas agora com mando do São Paulo, que venceu o jogo de ida por 2 a 0 e pode perder por até um gol de diferença.

O Linense precisa de dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis e de três para avançar às semifinais.

– O debate agora é se faríamos isso de novo. Se enfrentarmos o Corinthians, por exemplo, não sei onde poderá ser. Faríamos dois jogos na arena deles? Se jogarmos no Pacaembu, tiraremos o Corinthians na zona de conforto? Não sei – falou o presidente do Linense.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - São Paulo