Publicada em 04/04/2017, às 16:02

Cícero aposta em força do elenco do São Paulo para suportar série decisiva

Meia minimiza sequência de mata-matas que o Tricolor terá em abril, diz que grupo está preparado e fala no desejo de jogar a Libertadores pela segunda vez na carreira

Cícero deu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira, antes da viagem do São Paulo (Foto: Marcelo Prado)

O São Paulo embarca nesta terça-feira para a segunda partida da sequência de mata-matas do clube. Depois de vencer o Linense no último domingo, por 2x0, na quarta o time vai estrear na Copa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia, em Lanús, província de Buenos Aires.

Para suportar as decisões, que terão na sequência um novo jogo contra o Linense, sábado, a semifinal do Paulistão, caso o time confirme a classificação, e a quarta fase da Copa do Brasil diante do Cruzeiro, o meia Cícero aposta no elenco.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

– O elenco é montado pensando nesses momentos decisivos. É difícil conciliar as competições, mas estamos em abril e vamos precisar mostrar a força de todos do elenco. São competições que o São Paulo entra para ser campeão. Temos que focar em todas as competições – afirmou o jogador, que não disse se estará entre os relacionados para a viagem.



– Não sei o que o Rogério decidiu, é uma questão dele. Não tenho que dar opinião. Quem estiver mais desgastado vai esperar um pouco e volta depois. Isso tem dado liga, o time tem se apresentado bem. Será importante todos estarem à disposição para a sequência de abril.

Veja a íntegra da entrevista de Cícero:

SEQUÊNCIA DE JOGOS
– Somos remunerados pelo clube e, se tiver jogo todos os dias, temos que estar à disposição. Entramos agora numa sequência de mata-mata e espero que isso só acabe no dia 11 de maio, contra o Defensa y Justicia, no Morumbi. A força do elenco é para esses momentos. O Rogério vai decidir o melhor momento de utilizar os jogadores. Estamos à disposição para o que precisar.

CHEGAR À LIBERTADORES
– Tenho dois anos de contrato com o São Paulo e quero estar na Libertadores de 2018. Só joguei uma vez (em 2008, pelo Fluminense), cheguei à decisão e não ganhei. Sabemos como a Libertadores é importante para o clube e o torcedor. Tem um sabor diferente. Para isso, temos uma caminhada longa e precisamos continuar com os pés no chão.

LUTA PELO BI DA SUL-AMERICANA
– Graças a Deus eu estava presente e pude fazer parte daquele título inédito. Terminou de uma maneira que não queríamos, no intervalo, aconteceu tudo aquilo que vocês sabem (a delegação do Tigre, da Argentina, brigou com seguranças do São Paulo no vestiário e se recusou a voltar para o segundo tempo). Pudemos coroar uma grande campanha com o título da competição.

QUE COMPETIÇÃO É MAIS DIFÍCIL?
– É difícil falar, todas são difíceis de ganhar. Eu vejo uma Copa do Brasil que pode se tornar muito mais difícil que uma Libertadores. É difícil classificar. Na Sul-Americana, você nunca sabe o que vem pela frente. A rivalidade existe, mas temos que fazer a diferença dentro de campo.

ESTILO DE JOGO NA SUL-AMERICANA
– Dependendo da competição, o espírito é diferente. Tecnicamente, numa fase de Copa do Brasil, você pode ver um nível maior do que numa semifinal de Libertadores. Esse espírito precisa ter sempre, não só na Sul-Americana. Precisamos saber jogar as partidas. O São Paulo está entrando bem preparado no mês de abril.

MELHORA DA DEFESA
– Ainda bem que entramos esse mês sem tomar gols, é um mês importante para as pretensões do clube. Estávamos buscando esse equilíbrio desde o início da temporada, felizmente as coisas melhoraram. Agora não podemos errar, é mata-mata, é preciso ter o máximo de concentração para não sermos surpreendidos.

ARGENTINOS NO ELENCO
– Eles podem passar algumas informações do time de lá. Mas é preciso ter consciência de que não há jogo fácil. Tem de entrar em campo mostrando seu futebol. Hoje em dia é bom saber como o adversário joga.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Em treino cheio de incentivo, Dorival cobra mais velocidade no São Paulo
- Hernanes chega ao Brasil com festa da torcida tricolor: 'O Profeta voltou'
- Boca supera italianos e São Paulo venderá Centurión aos argentinos
- Esposa grávida e obstinação: Edimar diz que recusou Europa por São Paulo
- Leia mais notícias sobre São Paulo em www.futnet.com.br/saopaulo

Mais sobre - São Paulo