Publicada em 03/04/2017, às 21:12

Sassá diz estar afastando imagem de "monstro": "Sou um cara brincalhão"

Atacante do Botafogo afirma que não tinha noção de como as redes sociais podem propagar os fatos e brinca com foto postada no fim de 2016: "Dinheiro até acabou"

Sassá diz estar afastando imagem de monstro (Foto: Reprodução SporTV)

Autor de dois gols, um deles de bicicleta, na vitória do Botafogo por 3 a 2 sobre o Resende, no último domingo, pelo Campeonato Carioca, Sassá está em alta no Glorioso após começar o ano envolto em polêmicas. O atacante, que chegou a ser afastado do elenco que disputou a fase preliminar da Libertadores, vive um novo momento no clube. Em entrevista ao “Seleção SporTV”, o jogador lembrou que chegou a cogitar deixar o Alvinegro, mas acabou chegando a um acordo com a diretoria, já que seu desejo era continuar no Rio de Janeiro, onde seu segundo filho vai nascer neste semestre. Aos 23 anos e mais maduro, Sassá disse que pretende afastar a imagem de "monstro" que criaram dele no começo da temporada.

- Quando aconteceram essas coisas, eu me calei, esperei o momento certo para esclarecer tudo. Falar que não era aquele Sassá, aquele monstro que estavam criando de mim. Sassá é um cara brincalhão. Vou escolher as brincadeiras, só esconder fotos com dinheiro (risos). Antigamente a gente não tinha dinheiro nem para lanchar, correria, trem lotado, acordar cedo para treinar. Agora que temos, postamos, dá repercussão negativa (...) Eu não queria mais ficar no Botafogo não, falei com meu empresário, queria sair, porque fiquei chateado. Roí o osso o ano inteiro. Ficamos na zona de rebaixamento. Conseguimos encaixar. Fui um dos vice-artilheiros do campeonato. Dei alguns moles mesmo, normal pela idade, não vamos acertar sempre, mas do nada me tiram da Libertadores. Fiquei bastante chateado. Fiquei três semanas em que ia ao clube e ia embora. Estava sem ânimo nenhum para ficar no Botafogo. Meu filho vai nascer agora, então quando o presidente perguntou se eu seria feliz voltando a jogar, falei que era do Rio, com meu filho nascendo, que queria jogar. Queria voltar a ser feliz aqui dentro porque estou no Botafogo há oito anos. Chegamos a um acordo. Aí as coisas começaram a acontecer de novo - disse.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Sassá chegou a ter proposta oficial do Lokomotiv de Moscou, da Rússia, no período em que esteve afastado do Botafogo. O jogador, no entanto, sempre preferiu seguir com a camisa do Glorioso. Uma das maiores polêmicas ao redor do atacante foi uma foto postada com maços de dinheiro. Segundo o atleta, a imagem não passou de uma brincadeira, apesar de admitir que não sabia lidar com a repercussão das redes sociais na época.



- Eu até falo para os caras que, de tanto as pessoas repostarem essa foto, o dinheiro até acabou já. Toda hora que sai foto com Sassá, é foto com dinheiro. Acabaram com o dinheiro... Foi uma brincadeira de vestiário. Recebemos a premiação, no final do ano. Vaga na Libertadores. Acostumado a passar férias... olho e vejo aquilo. Falei “Deus do Céu”, nem cavalo aguenta. Foi uma brincadeira que tomou um rumo diferente. Eu não tinha essa noção. Conversei com o Jefferson e ele disse que eu não mudei, sou a mesma pessoa, mas, conforme vai aparecendo, fazendo gol, a sua repercussão é bem maior. Não tinha essa noção de que tinha muito mais gente olhando. Uso a rede social para brincar. Mas agora estou um pouco mais tranquilo - declarou.

Artilheiro do Botafogo em 2016, Sassá admite que cometeu deslizes tanto dentro quanto fora de campo, mas acredita que sua imagem acabou veiculada a muitas mentiras. O jogador recordou que achou estranho ao ver seu nome de fora do grupo que iria disputar a fase preliminar da Libertadores, contra Colo Colo e Olimpia. O jogador acabou inscrito para a fase de grupos e entrou em campo na vitória por 2 a 1 sobre o Estudiantes, pela 1ª rodada.

- Besteira que eu faço é que a gente não é santo também, damos uns moles. Estava jantando com meu empresário e saiu a relação para o jogo na Libertadores. Estava treinando normal, fiz meus treinos, treinando bem, entrei no jogo contra o Madureira. Quando saiu na programação a convocação, olhei e falei “meu nome não está” (...) Falei que devia ter alguma coisa na parte técnica. Não achava que devia ficar de fora. Depois, passou tudo, começaram a soltar um monte de coisa que não era verdade, mas fiquei quieto, fui trabalhar.

Sassá revelou que teve conversas "olho a olho" com o técnico Jair Ventura, mas foi o gerente de futebol, Antonio Lopes, quem lhe deu os conselhos mais diretos.

- Lopes para mim é um cara que tomo como referência em tudo, conselho, tudo que acontece comigo, a pessoa que chego e falo é com ele. É um tratamento diferente. Lopes me quebra mais na ideia. É o cara mesmo que me dá conselho, com quem eu tenho mais facilidade de trocar ideia.

O Botafogo volta a campo no próximo domingo, no clássico contra o Fluminense, pelas semifinais da Taça Rio. A vaga garantida nas finais contou com o papel importante de Sassá. O jogador entrou no segundo tempo diante do Resende, pela 6ª rodada, e marcou dois gols na vitória por 3 a 2, um de pênalti e outro de bicicleta, em cruzamento de Rodrigo Pimpão.

Fonte: SporTV
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Mata-mata, 100% e goleiros: como o Botafogo chega para a Copa do Brasil
- Botafogo troca seis jogadores para o jogo contra o Atlético-GO
- Lindoso busca valorizar grupo atual e usa Marcos Vinícius como exemplo
- Jair confirma Gatito e Arnaldo fora e fala sobre Camilo: 'Decisão foi dele'
- Leia mais notícias sobre Botafogo em www.futnet.com.br/botafogo

Mais sobre - Botafogo